As diversões do Vaticano

As diversões do Vaticano

Imagem via Wikimedia Commons

 

“Não roubarás” é um dos mais famosos dos dez mandamentos, mas no fim das contas o Antigo Testamento não disse nada sobre a possibilidade de copiar dos outros. Ainda menos baixar da Internet, apesar da ilegalidade total do ato. Percebendo que em alguns mosteiros havia verdadeiros clubes que pirateavam os últimos sucessos do cinema para assisti-los bem antes da saída dos filmes em DVD, o site TorrentFreak, que analisa os downloads ilegais no mundo inteiro, decidiu focar seu interesse no que está acontecendo na cidade do Vaticano.

 

Imagem via Wikimedia Commons

 

Usando o software Scaneye, que consegue mostrar tudo o que foi baixado por computadores, o site chegou à conclusão que os cidadãos do Vaticano gostam bastante de programas de televisão americanos, como Chicago Fire, The Neighbours ou Touch. Dos blockbusters de Hollywood, eles não querem saber nada. “Aí, justamente no momento que a gente começou a achar que a pesquisa não ia render nada, alguns downloads chamaram nossa atenção: parece que enquanto os moradores do Vaticano não curtem filmes de Hollywood, eles desfrutam produções para ‘adultos'”, conta o jornalista.

 

Imagem via Torrent Freak

 

Entre os mais procurados, estão “Lea Lexis & Krissy Lynn” e “Tiffany Starr & Sheena Shaw”, além de um misterioso “RS77_Episode 01.” Aparentemente, trata-se de obras com um gosto pronunciado pelo sadomasoquismo e relações de dominação. Sejamos justos, nada prova que os padres ou outros membros do clero estejam baixando pornô. Há muitos leigos trabalhando no Vaticano, com um provável acesso regular  internet. No entanto, a matéria do TorrentFreak provocou uma enxurrada de piadas às custas da igreja desde a sua publicação.

 

Ah, e só para lembrar: dos 540 cidadãos do Vaticano, apenas 32 são mulheres.

 

*

 

Samuel N08 já está nas bancas! Assine já e apoie a imprensa independente.