CAMARADA DELÚBIO SOARES

Delúbio Soares
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Ontem soube que o companheiro Delúbio Soares se despediu dos integrantes da corrente petista a que pertence, pois deverá ser preso nos próximos dias.

Ele foi condenado a seis anos em regime fechado no mesmo processo no qual fui absolvido.

Tudo não passa de uma fraude. Sem fatos nem provas. Apenas delações encomendadas e manipulações bizarras. Era assim contra mim. Igual ou pior contra ele.

O único motivo pelo qual ele será preso é porque foi dirigente do PT. Essa também, pelo motivo inverso, é a razão pela qual fui absolvido: não era ninguém na fila do pão.

Será a segunda temporada de Delúbio na cadeia. A primeira foi na AP470. Como José Dirceu, ele se constitui em alvo das duas ofensivas judiciais do golpismo.

Portou-se sempre com uma dignidade exemplar. Com estoicismo. Jamais reclamou do que fosse. Sempre soube que era atacado por ser petista e essa é a lógica impiedosa da luta de classes. Aceitou pagar o preço que lhe coube como um valente.

Até mesmo adversários internos reconhecem a bravura de seu comportamento. Mesmo diante da injusta e pusilânime expulsão da qual foi vítima, revertida anos depois, Delúbio manteve a serenidade, o companheirismo e o espírito de solidariedade.

Quando retornou ao partido, com a mesma simplicidade e determinação de sempre, voltou a CUT e à militância de base sem reclamar qualquer privilégio ou recompensa por sua atitude altiva, quando tantos foram os covardes.

Voltará a enfrentar o cárcere. Na vez mais recente que o vi, durante os dias da resistência contra a prisão de Lula no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, já sabia de seu destino e continuava o mesmo, enfrentando os tempos duros que virão com um sorriso nos lábios e alguma piada para expulsar a tensão.

Não sei se conseguirei vê-lo pessoalmente nos próximos dias, mas quis deixar um testemunho público, especialmente para as novas gerações.

Nas páginas da história do PT e do movimento socialista de nosso país, o nome de Delúbio Soares representa dedicação, altruísmo e firmeza.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
Breno Altman é diretor editorial do site Opera Mundi.