Aula Pública Opera Mundi: por que é preciso legalizar o aborto?

"Aborto acontece em todas classes sociais e a mulher tem esse direito, fundamental para sua autonomia", diz Nalu Faria

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

No terceiro episódio da segunda temporada de Aula Pública Opera Mundi, Nalu Faria, psicóloga e líder da Marcha Mundial das Mulheres, defende a legalização do aborto como uma política afirmativa para os direitos femininos.

Assista nova temporada Aula Pública Opera Mundi:
Franklin Martins: No Brasil, tentam demonizar regulamentação dos meios de comunicação
Gilberto Maringoni: Venezuela é uma ditadura ou uma democracia?

“O aborto acontece em todas as classes sociais, não é uma questão de informação ou de acesso a métodos anticonceptivos. Estes falham e, muitas vezes, as mulheres fazem relações sexuais forçadas ou o parceiro não quer usar a camisinha. O aborto é um direito da mulher em função da complexidade da maternidade, em uma sociedade patriarcal e machista, que coloca a maternidade como o principal lugar da mulher”, analisa.

Assista ao primeiro bloco:

Clique aqui e inscreva-se no canal de Opera Mundi no Youtube

No segundo bloco, Nalu discute o modelo uruguaio de administração do aborto, apresentando motivos e consequências da escolha de determinados métodos. “Não é uma decisão fácil. As mulheres não são umas irresponsáveis que não sabem o que estão fazendo. O maior motivo que as mulheres alegam para ter feito aborto se refere ao tema econômico”, afirma Nalu Faria. Assista:



No terceiro bloco, a psicóloga fala sobre como o Brasil trabalha a questão do aborto e sugere propostas de lei sobre o assunto. “Se somente ter acesso à informação resolvesse tudo, nós não teríamos aborto de mulheres universitárias, da área de saúde, de psicólogas. Todas abortam. A relação com a gravidez é muito mais complexa. (...) O que necessário, é uma atuação para aumentar a autonomia das mulheres”, analisa. Assista:


 

Putin afirma ter orgulho da Copa a emir do Qatar, país que sediará evento em 2022

Bombardeio de Israel em Gaza mata dois adolescentes palestinos; 220 pessoas ficam feridas

Atentado durante comício deixa ao menos 89 pessoas mortas e 120 feridas no Paquistão

 

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Lugar de fala e a fala do lugar

Eu não posso nunca esquecer que essa palavra que trago como meu ofício de mundo não pode ser menos que o fio afiado da lâmina, mas não qualquer lâmina