Aula Pública Opera Mundi: de quem é a responsabilidade pela violência policial?

No décimo episódio da quarta temporada, Jacqueline Sinhoretto discute por que a polícia militar brasileira regista um dos maiores índices de letalidade no mundo

Opera Mundi TV

Na Aula Pública, Jacqueline Sinhoretto discute segurança pública e violência policial


No décimo episódio da quarta temporada da Aula Pública, Jacqueline Sinhoretto, doutora em Sociologia pela USP e coordenadora do Grupo de Estudos sobre a Violência e Administração de Conflitos (GEVAC) da UFSCar, discute o futuro da polícia militar no Brasil. Para a especialista, é fundamental discutir novos parâmetros de segurança pública para frear o alto índice de violência policial no país.

"Segurança pública não é uma questão apenas de polícia. Precisamos discutir o modelo de policiamento e o foco que está colocado no assunto. Grande parte da violência está concentrada para fazer o controle ilegal de crimes que envolvem a circulação de dinheiro. Assim, podemos ver claramente que a política de segurança pública visa crimes contra o patrimônio ou drogas. 70% das pessoas que são presas respondem por esses dois crimes. Menos de 7% das pessoas que estão presas em SP cometeram crimes contra a vida. Portanto, não é o crime contra a vida que é o foco da política criminal", analisa.

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Jacqueline Sinhoretto: de quem é a responsabilidade pela violência policial?


Na segunda parte da Aula Pública, Jacqueline Sinhoretto responde perguntas do público da Universidade Metodista, em São Bernardo do Campo

Aula Pública Opera Mundi: Gênero se aprende na escola?

Aula Pública Opera Mundi: O Direito da ditadura ainda está entre nós?

Aula Pública Opera Mundi: existe solução para a atual crise de refugiados?

 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

História Agrária da Revolução Cubana

História Agrária da Revolução Cubana
Este livro é um estudo sobre a saga da reforma agrária numa sociedade de origem colonial presa ao círculo vicioso do subdesenvolvimento. Fundamentado em farta documentação e entrevistas com técnicos e lideranças que participaram diretamente do processo histórico cubano, o trabalho reconstitui as barreiras encontradas pela revolução liderada por Fidel Castro para superar as estruturas materiais de uma economia de tipo colonial.
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

EUA e Coreia do Sul iniciam exercício militar

Apesar da recente escalada de tensão na península coreana, Washington e Seul mantêm treinamento militar anual; Pyongyang alerta que manobras "imprudentes" podem desencadear a "fase incontrolável de uma guerra nuclear"