Aula Pública Opera Mundi: a burguesia ameaça a democracia no mundo?

No novo episódio da quarta temporada, Wolfgang Leo Maar analisa relações de poder no capitalismo contemporâneo

Opera Mundi TV

Wolfgang Leo Maar analisa as relações entre capitalismo e democracia


No novo episódio da quarta temporada da Aula Pública, Wolfgang Leo Maar, professor da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) e doutor em Filosofia pela USP (Universidade de São Paulo), discute as relações entre democracia e burguesia. Para o especialista, autor do livro 'O que é política', há atualmente uma contrarrevolução neoliberal para retomar as taxas de lucro e frear os avanços sociais.  


Saiba mais sobre a campanha de assinatura solidária de Opera Mundi

"A desigualdade de riqueza correspondente a uma desigualdade de poder político. Nesse sentido, a verdadeira classe perigosa é a burguesia. Esse poder político atinge limites incontroláveis se não há estratégias para desenvolver políticas democráticas. Por exemplo, a burguesia vai reintroduzir a lutas de classes com o golpe a presidente Dilma Rousseff que presenciamos nos últimos meses. Na verdade, esse movimento é um ponto mais agudo de uma contrarrevolução neoliberal e neocolonial que está em curso", analisa.

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Wolfgang Leo Maar: a burguesia ameaça a democracia no mundo?


Na segunda parte da Aula Pública, Wolfgang Leo Maar responde perguntas do público da PUC-SP

 

Centrais sindicais protestam contra ministro do Trabalho de Temer em conferência da OIT na Suíça

Deputada do PSDB pede para Serra contratar como diplomata, sem concurso, pessoa indicada por ela

Intelectuais estrangeiros criticam 'golpe branco' e manifestam solidariedade a brasileiros

 

Leia Mais



Uma vez que você chegou até aqui...


…temos algo a sugerir. Cada vez mais gente lê Opera Mundi, mas a publicidade dos governos, com o golpe, foi praticamente zerada para a imprensa crítica, e a publicidade privada não tem sido igualmente fácil de conseguir, apesar de nossa audiência e credibilidade. Ao contrário dos sites da mídia hegemônica, nós não estamos usando barreiras que limitam a quantidade de matérias que podem ser lidas gratuitamente por mês. Queremos manter o jornalismo acessível a todos. Produzir um jornalismo crítico e independente custa caro e dá trabalho. Mas nós acreditamos que o esforço vale a pena, pois um jornalismo desse tipo é essencial num mundo que preza a democracia. E temos certeza de que você concorda com isso.


Torne-se um assinante solidário ou faça uma contribuição única.




(Este anúncio é diretamente inspirado numa solicitação feita pelo jornal britânico ‘The Guardian’. A imprensa independente de todo o mundo está buscando nesse tipo de apoio uma forma de existir e persistir.)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

Diálogos do Sul

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Mais Lidas