Aula Pública Opera Mundi: Qual educação nós temos? E qual educação queremos?

No novo episódio da quarta temporada da Aula Pública, ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro discute principais desafios do sistema de ensino brasileiro

Opera Mundi TV

Renato Janine Ribeiro discute o futuro da Educação brasileira


No novo episódio da Aula Pública Opera Mundi, Renato Janine Ribeiro, doutor em filosofia pela USP e ex-ministro da Educação durante o governo Dilma, discute os desafios dos sistemas de ensino no século 21. Para o especialista, um novo entendimento sobre o que é educação, aliado a um Plano Nacional, é o caminho para reformar as diretrizes educacionais do país.

"Nós precisamos completar a quantidade, melhorar e qualidade e fortalecer a criatividade. Educar não é apenas instruir: é formar para a vida. Por isso, não basta passar conteúdo. E educação vem junto com uma consciência de direitos. Você percebe que pode mais, então você passa a querer mais", afirma Renato Janine Ribeiro.

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Renato Janine Ribeiro: qual educação nós temos? Qual educação nós queremos?


Na segunda parte da Aula Pública, Renato Janine Ribeiro responde perguntas do público da PUC-SP, campus Perdizes

Professora palestina recebe 'Nobel da Educação' por trabalho com crianças na Cisjordânia

'Nenhuma força policial armada deveria ser enviada para lidar com protestos estudantis', diz relatora da CIDH

Aula Pública Opera Mundi: como deve ser a educação das relações étnico-raciais?

 


Uma vez que você chegou até aqui...


…temos algo a sugerir. Cada vez mais gente lê Opera Mundi, mas a publicidade dos governos, com o golpe, foi praticamente zerada para a imprensa crítica, e a publicidade privada não tem sido igualmente fácil de conseguir, apesar de nossa audiência e credibilidade. Ao contrário dos sites da mídia hegemônica, nós não estamos usando barreiras que limitam a quantidade de matérias que podem ser lidas gratuitamente por mês. Queremos manter o jornalismo acessível a todos. Produzir um jornalismo crítico e independente custa caro e dá trabalho. Mas nós acreditamos que o esforço vale a pena, pois um jornalismo desse tipo é essencial num mundo que preza a democracia. E temos certeza de que você concorda com isso.


Torne-se um assinante solidário ou faça uma contribuição única.




(Este anúncio é diretamente inspirado numa solicitação feita pelo jornal britânico ‘The Guardian’. A imprensa independente de todo o mundo está buscando nesse tipo de apoio uma forma de existir e persistir.)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

Diálogos do Sul

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Mais Lidas