Aula Pública Opera Mundi: como garantir a soberania alimentar no mundo?

No novo episódio da Aula Pública, Olympio Barbanti, da UFABC, discute aspectos econômicos e sociais da produção de alimentos

Opera Mundi TV

Olympio Barbanti discute soberania alimentar no mundo


No novo episódio da quarta temporada Aula Pública, Olympio Barbanti, professor da UFABC (Universidade Federal do ABC), jornalista e doutor em Ciência Política pela London School of Economics, discute aspectos sociais e econômicos da soberania alimentar no mundo. Para o especialista, superar o problema da fome exige mudanças estratégicas na produção, distribuição e consumo de alimentos.

"Temos hoje uma financeirização do mercado de alimentos. As grandes empresas dessa área não ganham dinheiro com a produção de comida. Pelo contrário, elas ganham na bolsa de valores. A comida se tornou apenas mais um produto e muitos alimentos são descartados por ter poucos consumidores. Para ter soberania alimentar, precisamos resgatar a dimensão que a comida é um direito humano", afirma Olympio Barbanti. 


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública Opera Mundi com Olympio Barbanti: como garantir a soberania alimentar no mundo?


No segundo bloco, Olympio Barbanti responde as perguntas do público na UFABC, em São Bernardo do Campo

Aula Pública Opera Mundi: a burguesia ameaça a democracia no mundo?

Aula Pública Opera Mundi: Qual educação nós temos? E qual educação queremos?

Aula Pública Opera Mundi: o que o fim da União Soviética representou para a esquerda?

 

Leia Mais



Uma vez que você chegou até aqui...


…temos algo a sugerir. Cada vez mais gente lê Opera Mundi, mas a publicidade dos governos, com o golpe, foi praticamente zerada para a imprensa crítica, e a publicidade privada não tem sido igualmente fácil de conseguir, apesar de nossa audiência e credibilidade. Ao contrário dos sites da mídia hegemônica, nós não estamos usando barreiras que limitam a quantidade de matérias que podem ser lidas gratuitamente por mês. Queremos manter o jornalismo acessível a todos. Produzir um jornalismo crítico e independente custa caro e dá trabalho. Mas nós acreditamos que o esforço vale a pena, pois um jornalismo desse tipo é essencial num mundo que preza a democracia. E temos certeza de que você concorda com isso.


Torne-se um assinante solidário ou faça uma contribuição única.




(Este anúncio é diretamente inspirado numa solicitação feita pelo jornal britânico ‘The Guardian’. A imprensa independente de todo o mundo está buscando nesse tipo de apoio uma forma de existir e persistir.)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

Diálogos do Sul

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Mais Lidas