Aula Pública Opera Mundi: como a literatura periférica irá se consolidar?

No novo episódio da Aula Pública, Érica Peçanha, doutora em Antropologia pela USP, discute as manifestações culturais na periferia de São Paulo

Opera Mundi TV

Érica Peçanha discute a produção cultural na periferia de São Paulo


No novo episódio da quarta temporada da Aula Pública, Érica Peçanha, doutora em Antropologia pela USP, analisa o crescimento da produção cultural nas regiões periféricas de São Paulo. Autora do livro 'Vozes Marginais na Literatura' (Editora Aeroplano, R$ 32), Érica explica como na última década um novo movimento de protagonismo cultural surgiu em bairros populares da capital paulista.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

"Não é a primeira vez na literatura brasileira que se registram casos de negros, operários, ex-presidiários e sujeitos das camadas populares que escrevem histórias sociais e suas perspectivas no campo literário. Na última década, no entanto, assistimos um movimento que floresceu com força política, histórica e estética. Trata-se de uma série de experiências coletivas que traz à tona as diferentes vozes de espaços marginalizados", explica.

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Érica Peçanha: como a literatura periféria irá se consolidar?

 

No segundo bloco da Aula Pública, Érica Peçanha responde perguntas do público do Sarau do Perifatividade

Aula Pública Opera Mundi: como garantir a soberania alimentar no mundo?

TVT exibe nesta quinta, às 20h, Aula Pública Opera Mundi sobre gestão da água no mundo

O caso 'Aquarius': a censura que não ousa dizer seu nome

 

Leia Mais

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

História Agrária da Revolução Cubana

História Agrária da Revolução Cubana
Este livro é um estudo sobre a saga da reforma agrária numa sociedade de origem colonial presa ao círculo vicioso do subdesenvolvimento. Fundamentado em farta documentação e entrevistas com técnicos e lideranças que participaram diretamente do processo histórico cubano, o trabalho reconstitui as barreiras encontradas pela revolução liderada por Fidel Castro para superar as estruturas materiais de uma economia de tipo colonial.
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Quem são os extremistas de direita dos EUA?

As manifestações e violência na Virgínia colocaram em foco os grupos ultradireitistas americanos; crença na supremacia branca, antissemitismo, homofobia e intolerância política são alguns dos pontos que os unem