Sanders promete se opor a políticas 'racistas, sexistas, xenófobas e antiambientais' de Trump

Senador independente afirma, porém, que está preparado para trabalhar com o presidente eleito caso ele de fato pretenda melhorar a vida da classe trabalhadora

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Atualizada em 11.nov, às 10h48

O senador Bernie Sanders, que concorreu à candidatura presidencial pelo Partido Democrata nos Estados Unidos, afirmou nesta quarta-feira (09/11) que irá se opor "vigorosamente" a políticas de Donald Trump que promovam a discriminação contra minorias e o retrocesso na questão ambiental, mas que está disposto a trabalhar com o presidente eleito caso ele de fato pretenda melhorar a vida da classe trabalhadora.

Em mensagem divulgada em seus perfis em redes sociais, o senador independente disse que Trump “tirou proveito da raiva de uma classe média em decadência que está cansada da economia, da política e da imprensa do establishment”.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

“As pessoas estão cansadas de trabalhar jornadas mais longas por salários mais baixos, ver empregos dignos irem para a China e outros países com salários menores, bilionários que não pagam impostos de renda, e não poderem pagar uma educação universitária para seus filhos – tudo isso enquanto os muito ricos se tornam ainda mais ricos”, afirmou o senador de Vermont, cuja plataforma presidencial também pretendia sanar estas questões, porém desde uma perspectiva de esquerda.

Sanders afirmou também que, caso Trump pretenda de fato "promover políticas que melhorem as vidas das famílias trabalhadoras", ele e outros políticos progressistas "estão preparados para trabalhar" com o presidente eleito.

Entretanto, Sanders salientou que será contrário a possíveis políticas discriminatórias do republicano. “Na medida em que ele buscar políticas racistas, sexistas, xenófobas e antiambientais, nós nos oporemos vigorosamente a ele”, declarou.

Milhares vão às ruas das principais cidades dos Estados Unidos protestar contra eleição de Trump

Mike Pence, o vice ainda mais conservador que Trump

Depois de apoiar democratas por 24 anos, região industrial no nordeste dos EUA deu vitória a Trump

 

Durante sua campanha, Donald Trump disse que revogaria o Acordo de Paris – alcançado durante a COP21 (21ª Conferência do Clima), em dezembro de 2015 – já que considera o fenômeno da mudança climática uma “notícia falsa”. O republicano também defendeu a construção de um muro na fronteira dos Estados Unidos com o México, entre outras medidas contra a imigração.

Bernie Sanders concorreu contra Hillary Clinton na disputa pela candidatura à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, mas perdeu nas eleições primárias para a ex-secretária de Estado. Dias antes da nomeação de Hillary, o vazamento de e-mails trocados entre membros da cúpula do partido revelou a atuação de democratas para enfraquecer a campanha do senador por Vermont.

Gage Skidmore / Flickr

O senador de Vermont Bernie Sanders disputou a nomeação pelo Partido Democrata como candidato à presidência

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo