Venezuelanos homenageiam Hugo Chávez em quarto aniversário de morte de líder revolucionário

Chávez deve ser lembrado 'em batalha permanente por felicidade dos povos', afirma presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em aniversário de quatro anos de morte de líder da Revolução Bolivariana

Os venezuelanos realizam uma série de homenagens durante o mês de março ao ex-presidente Hugo Chávez, que neste domingo (05/03) completa quatro anos de morte. Do dia 5 até o dia 15 de março, várias manifestações e visitas ao Quartel 4F, onde Chávez foi sepultado, estão programadas para lembrar o líder revolucionário.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

“Em todo o país haverá atividades: fóruns, conversas, assembleias, mobilizações, em cada um dos estados e municípios do país”, afirmou o vice-presidente de Mobilização do PSUV (Partido Socialista Unido de Venezuela), Darío Vivas.

Estão programadas passeatas para os dias 8, 9 e 15 de março, em comemoração do Dia Internacional da Mulher e do Dia Anti-imperialista. No dia 15, quando se encerram as homenagens, os venezuelanos sairão da Universidade Militar Bolivariana em direção ao Quartel 4F.

AVN

Hugo Chávez morreu há quatro anos, em de março de 2013

Governo brasileiro volta atrás e revoga medida que concedia residência temporária para cidadãos de países fronteiriços

EUA querem incluir Caracas em sua 'agenda de guerra', diz vice-presidente venezuelano

'Nunca mais seremos colônia de ninguém', diz Caracas após Senado dos EUA aprovar resolução contra Venezuela

 

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reiterou durante reunião da cúpula da Alba-TCP (Aliança Bolivariana dos Povos da Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos), em Caracas, que o líder socialista deve ser lembrado “em batalha permanente” pela “felicidade dos povos”.

Maduro destacou que a Venezuela tem se mantido firme e leal ao legado de Chávez, e denunciou os ataques incessantes do imperialismo contra a Revolução Bolivariana e o povo venezuelano. Quatro anos após a morte de Chávez, “aqui está a Revolução Bolivariana, fundada pelo comandante Chávez, de pé, pronta para avançar sobre novos palcos, se recuperando dos golpes e com uma perspectiva em 2017 de recuperação”, declarou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

O centro do atraso

Com o fim do programa De Braços Abertos e a ofensiva na cracolândia, mais uma vez a população mais carente sofrerá as consequências dessa atitude irresponsável e midiática do prefeito que parece viver num reality show permanente