Ataque aéreo contra barco com refugiados mata mais de 30 pessoas no Iêmen

Refugiados somalis fugiam da violência da guerra civil no Iêmen para o Sudão, segundo a ONU; ainda não se sabe quem realizou a ação militar, mas fontes locais acusam a coalizão árabe que luta contra insurgentes houthis

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Mais de 30 refugiados somalis morreram em um bombardeio aéreo contra o barco que usavam para fugir do Iêmen para o Sudão, informou a Organização das Nações Unidas nesta sexta-feira (17/03).


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi


A OIM (Organização Internacional para a Migração) informou que 31 pessoas faleceram, enquanto autoridades iemenitas divulgaram que há 33 vítimas fatais e 80 resgatados. Há muitas crianças e mulheres entre os mortos.

O ataque ocorreu ontem (16/03) e ainda não está claro quem realizou a ação militar, mas fontes locais acusam a coalizão árabe, que luta contra os rebeldes houthis, pelo bombardeio.

Em comunicado, o Acnur (Alto Comissariado da ONU para Refugiados) disse estar "horrorizado" com o ataque. A agência afirmou que há mais de 255 mil refugiados somalis vivendo no Iêmen no momento. 

Angola exonera funcionários envolvidos com inauguração de Embaixada dos EUA em Jerusalém

Chavismo é 'força real' e 'merece respeito', diz Maduro

Papa critica intrigas da mídia e ações da Justiça que culminam em golpes de Estado

 

O bombardeio ocorreu no estreito de Bab-el-Mandeb, que é constantemente vigiado e sobrevoado por aeronaves da coalizão árabe. O Iêmen está em conflito desde 2015, quando ocorreu uma insurreição da etnia houthi contra o governo local, acusado de discriminação pela minoria étnica.

Desde então, a Península Árabe - com o apoio dos Estados Unidos - decidiu apoiar o então governo iemenita e combate os houthis.

Com isso, ataques aéreos são realizados diariamente em diversas regiões do país, incluindo a capital Sanaa. 

 

*Com ANSA

 

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Santos anuncia ingresso da Colômbia na OTAN

O presidente e prêmio Nobel da Paz, J. Manuel Santos, escolheu ingressar na historicamente belicista OTAN na mesma semana em que se inicia a etapa final do processo eleitoral colombiano