União Europeia diz que vai barrar importação de carnes de empresas brasileiras investigadas em operação da PF

Coreia do Sul também decidiu suspender venda de frango da empresa BRF, responsável pelas marcas Sadia e Perdigão; empresas negam irregularidades

Um porta-voz da União Europeia anunciou nesta segunda-feira (20/03) que o bloco vai suspender a importação de carnes das empresas investigadas na Operação Carne Fraca da Polícia Federal, deflagrada na última sexta (17/03). A informação é da agência Reuters.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Mais de 30 empresas estão sob investigação da PF – entre elas, grandes frigoríficos como JBS (que produz a marca Friboi e Seara) e BRF (responsável por Sadia e Perdigão). As autoridades investigam adulteração em carnes, inclusão de substâncias conservadoras (como ácido ascórbico) acima do limite permitido e suborno de fiscais do Ministério da Agricultura para que os produtos fossem liberados.

“A Comissão [Europeia] vai garantir que qualquer uma das empresas implicadas na fraude sejam suspensas de exportar para a UE", afirmo um porta-voz do órgão.

Agência Efe

UE vai suspender importação de carne brasileira após operação da PF que investiga adulterações no produto

Imprensa internacional questiona futuro de agronegócio brasileiro após escândalo de Operação Carne Fraca

MST celebra arroz orgânico como exemplo de projeto popular para a agricultura brasileira

Lula e Dilma participam de ato de inauguração pública da transposição do rio São Francisco; veja ao vivo

 

Mais cedo, a Coreia do Sul também decidiu proibir temporariamente a venda de produtos feitos a partir de frango das marcas da BRF.

As empresas negam irregularidades e dizem que a operação da Polícia Federal contém falhas.

Durante o final de semana, o presidente do Brasil, Michel Temer, e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, se reuniram com representantes da União Europeia, Suécia e Canadá para tentar tranquilizar os países em meio ao escândalo. No domingo (19/03), Temer levou embaixadores a uma churrascaria a rodízio para tentar mostrar que não há problema no consumo da carne brasileira. No entanto, o estabelecimento informou que só serve carnes importadas. O Palácio do Planalto diz que as que foram servidas durante o jantar são de procedência brasileira.



Uma vez que você chegou até aqui...


…temos algo a sugerir. Cada vez mais gente lê Opera Mundi, mas a publicidade dos governos, com o golpe, foi praticamente zerada para a imprensa crítica, e a publicidade privada não tem sido igualmente fácil de conseguir, apesar de nossa audiência e credibilidade. Ao contrário dos sites da mídia hegemônica, nós não estamos usando barreiras que limitam a quantidade de matérias que podem ser lidas gratuitamente por mês. Queremos manter o jornalismo acessível a todos. Produzir um jornalismo crítico e independente custa caro e dá trabalho. Mas nós acreditamos que o esforço vale a pena, pois um jornalismo desse tipo é essencial num mundo que preza a democracia. E temos certeza de que você concorda com isso.


Torne-se um assinante solidário ou faça uma contribuição única.




(Este anúncio é diretamente inspirado numa solicitação feita pelo jornal britânico ‘The Guardian’. A imprensa independente de todo o mundo está buscando nesse tipo de apoio uma forma de existir e persistir.)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

Diálogos do Sul

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Mais Lidas