Chile suspende importações de carne bovina do Brasil após operação da Polícia Federal

País sul-americano se junta à União Europeia e à Coreia do Sul nas restrições à carne, seja bovina, seja de frango, que vem do Brasil; China também suspendeu entradas, diz agência

O ministro da Agricultura do Chile, Carlos Furche, anunciou nesta segunda-feira (20/03) que o país suspendeu as importações de carne bovina do Brasil por conta da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investiga fraudes nos produtos de alguns dos maiores frigoríficos brasileiros.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

O país sul-americano se junta à União Europeia e à Coreia do Sul nas restrições à carne, seja bovina, seja de frango, que vem do Brasil. De acordo com a agência Reuters, a China também suspendeu as importações.

“Tomamos a decisão de fechar temporariamente a autorização a esses matadouros frigoríficos até saber com exatidão das autoridades brasileiras quais são as plantas que estão sendo investigadas, e quais delas são as que exportam para o mundo e para o Chile”, disse Furche, de acordo com o portal Emol.

Metade da carne consumida pelos chilenos é importada – e, deste total, 30% são provenientes do Brasil, afirmou o ministro chileno.

Nunca nos renderemos ao terror, diz premiê do Reino Unido sobre ataque 'doentio' em Londres

Milhares de professores voltam às ruas de Buenos Aires em defesa da educação pública argentina

Ataque com veículo em Londres deixa mortos e feridos; polícia fala em terrorismo

 

Jason Rogers/Flickr CC

Chile também suspendeu entrada de carne bovina brasileira

“Estamos, desde sábado, analisando a situação a respeito da investigação que se desenvolve no Brasil, por parte da fiscalização, por alguns delitos cometidos por alguns frigoríficos brasileiros no tratamento de carnes bovinas destinadas tanto ao consumo local, quanto a exportações”, disse Furche ao portal chileno.

União Europeia

Um porta-voz da União Europeia anunciou que o bloco vai suspender a importação de carnes das empresas investigadas na operação. “A Comissão [Europeia] vai garantir que qualquer uma das empresas implicadas na fraude sejam suspensas de exportar para a UE", disse.

Mais de 30 empresas estão sob investigação da PF – entre elas, grandes frigoríficos como JBS (que produz a marca Friboi e Seara) e BRF (responsável por Sadia e Perdigão). As autoridades investigam adulteração em carnes, inclusão de substâncias conservadoras (como ácido ascórbico) acima do limite permitido e suborno de fiscais do Ministério da Agricultura para que os produtos fossem liberados.

As empresas negam irregularidades e dizem que a operação da Polícia Federal contém falhas.

Leia Mais



Uma vez que você chegou até aqui...


…temos algo a sugerir. Cada vez mais gente lê Opera Mundi, mas a publicidade dos governos, com o golpe, foi praticamente zerada para a imprensa crítica, e a publicidade privada não tem sido igualmente fácil de conseguir, apesar de nossa audiência e credibilidade. Ao contrário dos sites da mídia hegemônica, nós não estamos usando barreiras que limitam a quantidade de matérias que podem ser lidas gratuitamente por mês. Queremos manter o jornalismo acessível a todos. Produzir um jornalismo crítico e independente custa caro e dá trabalho. Mas nós acreditamos que o esforço vale a pena, pois um jornalismo desse tipo é essencial num mundo que preza a democracia. E temos certeza de que você concorda com isso.


Torne-se um assinante solidário ou faça uma contribuição única.




(Este anúncio é diretamente inspirado numa solicitação feita pelo jornal britânico ‘The Guardian’. A imprensa independente de todo o mundo está buscando nesse tipo de apoio uma forma de existir e persistir.)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

Diálogos do Sul

PUBLICIDADE

Últimas notícias

Mais Lidas