Morre aos 101 anos David Rockefeller

Deutsche Welle
Neto do magnata do petróleo John D. Rockefeller, David Rockefeller era patriarca de uma das famílias mais influentes da história americana; bilionário foi presidente do Chase Manhattan Bank e era famoso pela filantropia

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O bilionário americano David Rockefeller, patriarca de uma das mais influentes famílias dos Estados Unidos, morreu nesta segunda-feira (20/03) aos 101 anos, comunicou um porta-voz da família.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

"Ele morreu em paz enquanto dormia" em sua residência em Pocantico Hills, no estado de Nova York, em decorrência de uma falência cardíaca, informou o porta-voz Fraser P. Seitel em nota.

Nascido em Nova York em 12 de junho de 1915, David Rockefeller era filho de John D. Rockefeller Jr., que desenvolveu e financiou o famoso Rockefeller Center, em Nova York, e era o último neto vivo de John D. Rockefeller, magnata do petróleo e fundador da Standard Oil, até hoje considerado o americano mais rico de todos os tempos e a pessoa mais rica da história moderna.

picture-alliance/AP Photo/D. van Tine

David Rockefeller

Estrela das Olimpíadas de Munique em 1972, Olga Korbut vende medalhas olímpicas devido a dificuldades financeiras

G20 não cita luta contra protecionismo e mudanças climáticas, refletindo posição dos EUA

 

David Rockefeller foi um notório banqueiro, tendo presidido o Chase Manhattan Bank entre 1969 e 1981 e fundado, em 1973, a Comissão Trilateral, a fim de promover as relações entre América do Norte, Japão e Europa. Ela é considerada uma das organizações privadas mais influentes do mundo.

Antes disso, em 1942, ingressou no Exército americano, servindo como funcionário de inteligência na Argélia e na França. Foi laureado com a francesa Ordem Nacional da Legião de Honra.

Rockefeller ainda realizou estudos em importantes instituições americanas e estrangeiras, como a Universidade de Harvard, e formou-se doutor em economia pela Universidade de Chicago.

Reconhecido filantropo, ele doou cerca de 2 bilhões de dólares ao longo de sua vida a organizações como o Museu de Arte Moderna de Nova York e a Universidade Rockefeller. Fã de arte, reuniu uma das mais valiosas coleções do planeta, com obras de Henri Matisse, Pablo Picasso e Paul Cézanne. Segundo estimativas recentes da revista Forbes, seu patrimônio corresponde a 3,3 bilhões de dólares.

EK/efe/ap/rtr/lusa

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias