Trump recebe presidente turco e compara curdos com EI

Em visita de Recep Tayyip Erdogan à Casa Branca, o presidente dos EUA igualou PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão) e Estado Islâmico e disse que os dois grupos não devem ter 'lugar seguro para se recompor'

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Dias após ter anunciado a decisão de armar os curdos das Unidades de Proteção Popular (YPG) para lutar contra o Estado Islâmico (EI), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que é preciso ter certeza de que o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) não tenha um "lugar seguro" para se recompor.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A declaração foi feita nesta terça-feira (16/05) durante a coletiva de imprensa do esperado encontro entre o mandatário e o seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan, na Casa Branca, em Washington, em um período em que as relações bilaterais entre EUA e Turquia não estão as melhores, principalmente pelo anúncio do governo do Republicano.

"Apoiamos a Turquia na luta contra o terrorismo e nos esforços para reduzir a violência na Síria. Devemos ter certeza que o EI e o PKK não tenham nenhum lugar seguro para se recompor", disse o presidente norte-americano na reunião.

A Turquia sempre se opôs fortemente ao apoio dos EUA aos curdos no país, principalmente às YPG, consideradas pela nação como um grupo terrorista e uma extensão síria do PKK. Por isso, a ideia de enviar armas aos militantes curdos como um reforço contra o Estado Islâmico não agradou nem um pouco Erdogan e os líderes da sua administração.

Exercício militar sinaliza reaproximação entre Brasil e EUA a países sul-americanos, diz especialista

Diálogo entre Rússia e EUA está 'livre de ideologia' com Trump, diz Lavrov em Washington

Trump irá decidir o que é certo para os EUA, diz Tillerson sobre acordo climático de Paris

 

Agência Efe

Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, e Donald Trump, presidente dos EUA, durante encontro na Casa Branca nesta terça-feira (16/05)

Já a comparação entre o EI e o PKK feita por Trump nesta terça surtiu o efeito contrário, positivo. Segundo o magnata republicano, foi "uma grande honra e um prazer receber o presidente Erdogan na sua primeira visita aos Estados Unidos em anos". "Os Estados Unidos e a Turquia são aliados há anos", disse Trump, relembrando a ajuda e aliança de Ancara durante a Guerra Fria e a Guerra das Coreias.

Por sua vez, Erdogan disse que seu país está determinado em ampliar a cooperação entre as duas nações já que "manter as relações [...] fortes é importante para a estabilidade e a paz do mundo". Sobre o terrorismo, o mandatário afirmou que o país está empenhado em "combater todas as formas de terrorismo, sem descriminalização" pois "não há espaço para organizações terroristas no futuro da região", explicou.

Além disso, o presidente turco elogiou o posicionamento do seu homólogo norte-americano na resposta ao ataque químico na Síria declarando-o justo e afirmando também que a eleição de Trump criou as novas "bases para uma nova era nas relações entre EUA e Turquia". 

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

'The Post': a história não foi bem assim

Jornalista Ben H. Bagdikian, personagem coadjuvante em The Post, tem uma versão diferente da contada no filme; Bagdikian é autor do livro O Monopólio da Mídia, que será lançado em abril pela editora Veneta