Reino Unido: partido de May defende 'Brexit duro' e redução de imigrantes no país

"Quando nós sairmos da União Europeia, teremos a capacidade de impor regras no sistema de imigração que não havíamos conseguido estabelecer no passado", disse nota do Partido Conservador

Em campanha para as eleições do próximo mês, o Partido Conservador da premiê Theresa May lançou um manifesto nesta quinta-feira (18/05) pregando um "futuro melhor" e mostrando que será duro nas negociações para a saída da União Europeia e com os imigrantes.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

No documento, os "Tories" prometem "reduzir e controlar" as imigrações ao país e, segundo May, em um pronunciamento em Halifax, seu governo quer "reduzir a imigração a níveis sustentáveis".

 "Quando nós sairmos da União Europeia, teremos a capacidade de impor regras no sistema de imigração que não havíamos conseguido estabelecer no passado", ressaltou, destacando que a imigração líquida deve ficar abaixo dos 100 mil.

Apesar de não estabelecer data para atingir a meta, os britânicos querem equilibrar o número de imigrantes que chegam ao país em relação àqueles que deixam a Grã-Bretanha para trabalhar no exterior.

De acordo com a líder britânica, o manifesto quer mostrar que a Grã-Bretanha pode ser melhor através de "um bom e sólido conservadorismo". Outro ponto abordado pelo documento dos Conservadores, é que ter "nenhum acordo" com o bloco europeu pelo 'Brexit' "é melhor do que ter um mau acordo", mostrando que sua postura será muito dura com os europeus.

Partido Conservador, de Theresa May, tem 24 pontos de vantagem para 2º colocado em pesquisa no Reino Unido

União Europeia aprova texto comum a ser usado nas negociações do Brexit

Reino Unido: Duque de Edimburgo, marido da Rainha Elizabeth II, vai deixar vida pública no final de agosto

 

Agência Efe

Partido de May lançou manifesto defendendo mais restrições à imigração

Segundo May, a ideia é que o seu país "não fique meio fora e meio dentro" da União Europeia, mas sim que haja "um novo contrato entre o governo e seu povo".

O slogan do lançamento do manifesto é "adiante, juntos" e ressalta que o Reino Unido viverá uma nova era de prosperidade assim que deixar a UE. Além de frear a imigração, o documento ainda ressalta que um novo governo de May dará um novo impulso para a economia, combaterá as "divisões sociais" e dará uma resposta a população preocupada com seu futuro e seus direitos.

Apesar das eleições estarem marcadas para o dia 8 de junho, o Partido Conservador tem ampla vantagem de acordo com as pesquisas eleitorais. No último levantamento do YouGov, 45% dos britânicos pretendem votar nos "Tories" e 32% no Partido Trabalhista, de Jeremy Corbyn.

May antecipou as eleições, que estavam marcadas para 2020, para reforçar sua presença nas negociações do Brexit com a União Europeia. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Um livro fundamental para a luta das mulheres brasileiras

Um livro fundamental para a luta das mulheres brasileiras

Este livro traz de volta, depois de anos esgotado, o texto "Breve Histórico do Feminismo no Brasil", da pesquisadora e militante Maria Amélia de Almeida Teles. E acrescenta seis ensaios da autora, que tratam de temas como o aborto, a luta pela creche, a violação dos direitos humanos das mulheres durante a ditadura militar, a repressão contra as crianças no período e ainda o feminicídio.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias