Volvo anuncia que só produzirá carros elétricos

Deutsche Welle
Companhia sueca se torna a primeira do mundo a abandonar os motores exclusivamente a combustão: a partir de 2019, apenas veículos totalmente elétricos ou híbridos sairão de suas fábricas

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

A Volvo anunciou nesta quarta-feira (05/07) que, a partir de 2019, todos os carros que saírem de suas fábricas serão elétricos, o que a torna a primeira tradicional montadora do mundo a abandonar os motores movidos apenas a combustível.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

No mercado desde 1927, a montadora sueca, famosa nas últimas décadas por seus altos padrões de segurança, disse que a decisão é uma das mudanças "mais significativas já realizadas por uma fabricante" e atende ao desejo de seus próprios clientes.

Leia também: Mais silenciosos que veículos comuns, carros elétricos aumentam perigo para pedestres

Segundo a empresa, o objetivo é vender 1 milhão de veículos até 2025, de variados modelos – de carros totalmente elétricos a versões híbridas. A decisão inicialmente se aplica à Volvo Cars, ou seja, os caminhões continuarão a ser produzidos como agora pela Volvo Trucks.

"O anúncio marca o fim dos motores exclusivamente a combustão", anunciou Hakan Samuelsson, presidente da Volvo. "A demanda por carros elétricos é crescente, e queremos dar uma resposta a nossos consumidores."

Em 'indireta' a Trump, papa Francisco alerta para 'danos causados ao ambiente por nossas decisões'

Noruega anuncia corte de 50% em repasses contra desmatamento no Brasil em 1º dia de visita de Temer

Portugal lançou programa de 9 milhões de euros para eucaliptos uma semana antes de incêndio

 

picture-alliance/Photoagency Interpress

O modelo Volvo V60, de motor híbrido, é exibido em São Petersburgo em 2015

O plano da Volvo, que desde 2010 pertence à companhia chinesa Geely, é lançar cinco carros totalmente elétricos entre 2019 e 2021. Três deles serão modelos Volvo e dois de sua ramificação de carros de alto desempenho Polestar.

Leia também: China estabelece meta de reduzir poluição do ar de Pequim em 40% até 2020

A montadora destacou que, assim, continua em sua meta de reduzir a poluição nas cidades e atingir uma produção sem qualquer vestígio de emissões de carbono até 2025.

No ano passado, a empresa bateu recorde de vendas, com 534 mil carros, um aumento de 6% em relação ao ano anterior.

RPR/ap/afp

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irã continua cumprindo acordo nuclear, diz AIEA

Em primeiro relatório após a saída dos Estados Unidos, Agência Internacional de Energia Atômica defende pacto e ressalta que Teerã está fazendo sua parte em troca de alívio de sanções internacionais