FARC anunciam que se transformarão em partido político a partir de 1º de setembro

Guerrilha trabalha também na escolha de seus candidatos para o pleito e os nomes dos que ocuparão as cinco cadeiras no Senado e as cinco na Câmara, conforme estabelecido no acordo de paz

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) anunciaram nesta segunda-feira (24/07) que se transformarão em partido político a partir do próximo dia 1º de setembro, segundo uma determinação tomada pelo Plenário do Estado Maior da guerrilha, que se reuniu em Bogotá.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

"Em 1º de setembro estaremos lançando publicamente o novo movimento político", disse o guerrilheiro de codinome "Carlos Antonio Lozada", membro do Estado Maior das FARC, em uma entrevista coletiva de imprensa. O líder guerrilheiro afirmou, além disso, que o partido será apresentado em um ato político na Praça Bolívar, na capital colombiana.

No Plenário, a guerrilha discute os alinhamentos para formar seu partido político e definir os candidatos que disputarão futuras eleições.

Segundo Lozada, os dirigentes das FARC estão recebendo relatórios de "diferentes departamentos que fazem parte do Estado Maior Central" e que se ocupam "de elaborar as propostas" que apresentarão com sua plataforma política.

"Temos uma proposta de modelo econômico, a política de gênero que será realizada por nosso partido, as propostas que faremos ao setor da juventude, bem como a defesa do meio ambiente, a política do partido frente à questão urbana e, igualmente, para a parte agrária", acrescentou o líder guerrilheiro.

 

Operação militar 'ativa' contra Estado Islâmico na Síria se aproxima do fim, dizem Forças Armadas russas

Ex-presidente Sebastián Piñera e Alejandro Guillier, candidato de Bachelet, vão ao 2º turno no Chile

Acompanhe a apuração da eleição presidencial do Chile; Piñera e Guillier vão para 2º turno

 

Agência Efe

Carlos Lozada (esq.) e Iván Márquez anunciam transformação das FARC em partido político

Em relação às próximas eleições, as FARC trabalham também na escolha de seus candidatos para o pleito e os nomes dos que ocuparão as cinco cadeiras no Senado e as cinco na Câmara, conforme estabelecido no acordo de paz.

"Seguramente, nos dias seguintes ao desenvolvimento do Plenário e posteriormente no processo, focaremos a estudar não somente os nomes, mas, sobretudo, e fundamentalmente, as propostas que vamos apresentar de um novo país ao conhecimento da opinião pública", acrescentou Lozada.

Financiamento do Estado

Por outro lado, o ex-chefe da equipe negociadora das FARC com o governo, Luciano Marín Arango, de codinome "Iván Márquez", disse que o partido da guerrilha receberá financiamento do Estado assim como acontece com os demais movimentos políticos do país.

"Nos acordos,está escrito claramente que, assim como os demais partidos, [o partido das FARC] terá financiamento por parte do Estado, de modo que nisto não há nada novo. Esperamos que o Estado cumpra com esses compromissos e facilite assim o processo de reintegração política das FARC", disse Márquez.

Além disso, o líder guerrilheiro reiterou sua preocupação pelo assassinato de guerrilheiros indultados, e afirmou que já são "cerca de seis" rebeldes e "alguns familiares assassinados".

"Seria triste que na Colômbia voltássemos à eliminação de uma força política como ocorreu com a União Patriótica", afirmou o líder guerrilheiro.

Leia Mais

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias