Suíça inaugura maior ponte para pedestres do mundo, com 85 metros de altura; veja fotos

Com 494 metros de comprimento, construção passa por cima do vale Grabengufer; a ponte vai encurtar um caminho que durava três horas para apenas dez minutos

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

A maior ponte suspensa destinada ao tráfego de pessoas do mundo foi inaugurada na última sexta-feira (29/07) na cidade de Zermatt, na Suíça. Com 494 metros de comprimento, a ponte pode chegar a 85 metros de altura em alguns pontos.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

O projeto da empresa Swissrope possui um sistema de cordas que pesa oito toneladas e impede que a ponte balance. A construção se estende pelo Grabengufer, nos Alpes, acelerando o caminho entre as cidades de Zermatt e Grächen, no sul do país.

Da estrutura, é possível ver o Matterhorn, o Weisshorn e os Alpes Bernenses, famosos na região.

Em entrevista a rede de televisão norte-americana CNN, a secretária de turismo de Zermatt, Edith Zweifel, afirmou que, com a ponte, a viagem a pé, que durava três horas, agora levará dez minutos. O trajeto entre as duas cidades leva dois dias a pé.

A nova construção veio para substituir uma antiga ponte que teve que ser interditada devido à queda de pedras no local.

Na terra natal de Mao Tsé-tung, China inaugura mais alta e longa ponte de vidro do mundo

Na Suíça, Dilma Rousseff diz que 'há risco imenso' de se impedir candidatura de Lula e eleições em 2018

Governo de São Paulo mantém banco de dados secreto sobre manifestantes

 

Veja fotos da ponte: 

Agência Efe

 

 

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias