Maradona expressa apoio a Maduro e se diz pronto 'para lutar contra o imperialismo' na Venezuela

Ex-jogador critica 'os venezuelanos interessados e envolvidos com a direita' e celebra Hugo Chávez; 'somos chavistas até a morte', escreveu argentino

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O ex-jogador de futebol Diego Armando Maradona manifestou nesta segunda-feira (07/08) seu apoio ao governo de Nicolás Maduro e disse que está pronto “para lutar contra o imperialismo” ao lado do presidente venezuelano.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Em texto publicado em seu perfil oficial no Facebook, Maradona diz ser “chavista até a morte” e estar pronto para atuar como “soldado para uma Venezuela livre”, contra “aqueles que querem se apoderar de nossas bandeiras, que é o mais sagrado que temos”.

Na mensagem, publicada em espanhol, italiano e inglês, Maradona também critica “os venezuelanos interessados e envolvidos com a direita” e celebra Hugo Chávez e “os venezuelanos de pura cepa”.

Agência Efe / Arquivo

Nicolás Maduro, presidente venezuelano, e Diego Maradona durante visita do ex-jogador ao túmulo de Hugo Chávez em 2013

Governo Trump está avaliando opções para tirar Maduro do poder, diz secretário de Estado dos EUA

Governo dos EUA ficaria feliz se Maduro adotasse Constituição da Arábia Saudita, diz Assange

Venezuela é 'elo estratégico' em tentativa dos EUA de recolonizar América Latina, diz Evo Morales

 

Castellano | Italiano | English Somos chavistas hasta la muerte. Y cuando Maduro ordene, estoy vestido de soldado para...

Publicado por Diego Maradona em Segunda, 7 de agosto de 2017


Ídolo mundial do futebol, Maradona já manifestou reiteradas vezes seu apoio a governos de esquerda e processos revolucionários na América Latina, assim como afeição a Fidel Castro e à Revolução Cubana e a Hugo Chávez e à Revolução Bolivariana.

Leia a seguir a mensagem de Diego Maradona em apoio a Maduro:

“Somos chavistas até a morte. E quando Maduro ordenar, estarei vestido de soldado para uma Venezuela livre, para lutar contra o imperialismo e aqueles que querem se apoderar de nossas bandeiras, que é o mais sagrados que temos.

Viva Chávez!

Viva Maduro!

Viva a revolução!

Vivam os venezuelanos de pura cepa, não os venezuelanos interessados e involucrados com a direita.”

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias