Cápsula do tempo enterrada há 50 anos com mensagem pró-Lenin é aberta na Sibéria

Mensagem foi escrita por operários no 50º aniversário da Revolução Russa; trabalhadores atuais da fábrica decidiram seguir exemplo e colocaram mensagem para ser aberta em 2042

Operários de uma fábrica de cimento de Kamensk, na república russa de Buriácia, região da Sibéria, desenterraram uma "cápsula do tempo" colocada pelos funcionários locais há meio século, informaram na segunda-feira (14/08) os meios de comunicação do país.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A mensagem para as futuras gerações, que pede para preservar o legado do líder da revolução bolchevique, Vladimir Lenin, foi extraída de um nicho em um monumento situado no território da fábrica.

"Passarão anos e vocês, a geração de 2017, substituirão os veteranos da Revolução. Pedimos que cumpram com o legado leninista e fazê-lo tornar-se realidade junto com as gerações mais velhas", diz a mensagem do passado.

Flickr/Enrico Sola

Mensagem foi escrita em 1967 por operários que pediam a continuação do legado leninista

Rússia não aceitará que Coreia do Norte tenha armas nucleares, diz chanceler de Putin

Membros da comunidade internacional tentam minar tentativa de diálogo na Venezuela, diz Rússia

Ministro de Relações Exteriores da Rússia diz que é 'inaceitável' ameaça militar de Trump contra Venezuela

 

Os operários da fábrica pedem, além disso, aos herdeiros que não percam a fé no "luminoso futuro comunista dos povos do nosso planeta".

"É um documento histórico muito interessante. A mensagem plasma o espírito reinante naquele tempo e fala do futuro tal e como imaginavam os operários desta fábrica no distante 1967", comentou Guennadi Raskazov, primeiro vice-presidente do grupo Cimento Siberiano, ao qual pertence a planta.

A "cápsula do tempo" foi enterrada por causa do 50° aniversário da Revolução de Outubro de 1917. Os trabalhadores da fábrica decidiram continuar o exemplo dos leninistas e colocaram outra mensagem no mesmo lugar para ser recuperada em 2042, dentro de 25 anos. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

A XV Semana de Relações Internacionais da PUC-SP se propõe a debater diversos temas de suma importância no mundo global, diverso, construído por múltiplas interseccionalidades e difíceis obstáculos que emergem em tempos nebulosos, incertos e de repressão e transgressão. Assim, o Centro Acadêmico de Relações Internacionais da PUC-SP convida todos a participarem de uma semana repleta de debates, circunscrevendo: a Segurança Pública e Internacional; aos desafios da migração num mundo de muros e fronteiras; aos direitos em oposição com a determinação neoliberal; aos discursos de resistência e política do Sul outrora colonizado; a inserção internacional brasileira pela política externa e comercial; aos desafios da saúde num mundo global e capitalista. Mini-cursos sobre desenvolvimento da África e narrativas alternativas ao desenvolvimento progressivista na América Latina e um workshop com a Professora Dra. Mônica Hirst serão oferecidos
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias