Ciclone provoca escassez de baunilha e abre crise em sorveterias pelo mundo

Além de ter deixado saldo de destruição em Madagascar, onde matou 38 pessoas, ciclone acabou com produção de baunilha do país

O ciclone Enawo, que atingiu Madagascar em março deste ano, além de ter deixado 38 mortos, 180 feridos e mais de 53 mil desabrigados, também criou uma grande crise no mercado de exportação de baunilha.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Madagascar é o maior fornecedor de baunilha do mundo e praticamente toda sua renda é derivada da venda do produto. Contudo, segundo relatou o jornal Financial Times, o ciclone tropical destruiu toda a produção de baunilha de Madagascar, que precisou aumentar os preços da especiaria para US$ 600 o quilo, fazendo muitas empresas desistirem de comprar o produto.

Um dono de uma sorveteria em Boston disse ao jornal Boston Globe que os sacos de baunilha costumavam custar US$ 72. Pouco depois do ciclone, o preço aumentou 344%, para US$ 320. Já em Londres, a gigante do mercado sorveteiro Oddono's teve que retirar os gelatos de sabor baunilha do menu devido ao aumento do preço da matéria-prima.

Justiça norte-americana suspende banimento do livro de Paulo Freire no Arizona

Macron quer lançar até o fim do ano plano para refundar a União Europeia

Pentágono terá 6 meses para colocar em prática veto a pessoas transgênero nas Forças Armadas dos EUA

 

Os comerciantes da especiaria acreditavam que, em 2017, a colheita de baunilha seria 30% superior a de 2016, mas o tufão cortou pela metade a produção. Com isso, os casos de roubos do produto dispararam em Madagascar e, com medo, os agricultores foram pressionados a colher o que havia sobrado, mesmo que ainda as plantas que originam a baunilha não estivessem maduras.

Atualmente, mesmo com a produção de Indonésia e Papua Nova Guiné, nenhum país consegue substituir a baunilha "malgaxe".

O ciclone atingiu Madagascar no começo de março, afetando mais de 116 mil pessoas – 32 mil só na capital Antananarivo. Os ventos chegaram a 290 km/h.

(*) Com Ansa

Ames Lai/Flickr CC

Quebra na produção de baunilha abriu crise em sorveterias pelo mundo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias