Herdeiro da Samsung é condenado na Coreia do Sul a 5 anos de prisão por corrupção

Justiça sul-coreana considerou provado que Lee Jae-yon pagou propina à ex-presidente Park Geun-hye com a expectativa de obter favores do governo em sua consolidação como líder do grupo, entre outros crimes

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O herdeiro e executivo da Samsung Lee Jae-yon, foi condenado nesta sexta-feira (25/08) por um tribunal da Coreia do Sul a cinco anos de prisão por seu envolvimento no caso de corrupção conhecido como "Rasputina".


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A Justiça sul-coreana considerou provado que Lee pagou propina à ex-presidente Park Geun-hye com a expectativa de obter favores do governo em sua consolidação como líder do grupo, entre outros crimes.

O tribunal também julgou procedente a acusação de que Lee esteve envolvido na doação de 7,2 bilhões de wons (cerca de R$ 20 milhões) para o financiamento do programa de equitação na Alemanha da filha de Choi Soon-sil, que ficou conhecida como "Rasputina" e é considerada o cérebro do esquema de corrupção que desencadeou a destituição e detenção da ex-presidente da Coreia do Sul.

Agência Efe

Justiça da Coreia do Sul condenou herdeiro da Samsung a cinco anos de prisão

China pede que Coreia do Norte cesse testes nucleares e de mísseis após novas sanções da ONU

EUA e Coreia do Sul iniciam exercício militar

 

O herdeiro do maior conglomerado empresarial do país asiático também foi considerado culpado de malversação de 6,4 bilhões de wons (R$ 17,9 milhões), de ocultar ativos no exterior e de perjúrio por ter oferecido várias versões em seus depoimentos à Justiça.

O Ministério Público sul-coreano havia pedido 12 anos de prisão pelas acusações.

Após ouvir o veredicto, a defesa de Lee disse que não aceitava a decisão e que vai recorrer. A Justiça sul-coreana também decretou quatro anos de prisão para outros dois executivos do grupo Samsung por envolvimento no caso.

Lee, de 49 anos, está detido desde meados de fevereiro. O processo judicial, que começou em 9 de março, causou grande expectativa no país, onde a ação está sendo chamada de "o julgamento do século" devido às repercussões que o mesmo pode ter para a imagem do maior conglomerado sul-coreano e sua possível influência na futura sentença da ex-presidente Park.

 

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

'The Post': a história não foi bem assim

Jornalista Ben H. Bagdikian, personagem coadjuvante em The Post, tem uma versão diferente da contada no filme; Bagdikian é autor do livro O Monopólio da Mídia, que será lançado em abril pela editora Veneta