Raúl Castro: Apelo ao nosso combativo povo

Leia abaixo mensagem divulgada pelo presidente de Cuba, Raúl Castro, a respeito dos estragos causados no país pela passagem do furação Irma

O furacão Irma, com sua força destruidora, arremeteu contra a nossa ilha por mais de 72 horas, da manhã de 8 de setembro até a tarde deste domingo. Com ventos que superaram por vezes os 250 quilômetros por hora, atravessou o norte do país a partir de Baracoa, região castigada por outro fenômeno desse tipo há quase um ano, nas proximidades de Cárdenas.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

No entanto, pela imensidade de seu tamanho, praticamente nenhum território ficou livre de seus efeitos.

Chamado por especialistas como o maior furacão já formado no Atlântico, este fenômeno meteorológico causou graves danos ao país, os quais, justamente por sua envergadura, ainda não foram quantificados. Um olhar preliminar evidencia destruição de habitações, no sistema energético e na agricultura.

Além disso, o Irma atingiu alguns dos nossos principais destinos turísticos. Porém, os estragos serão consertados antes do início da alta temporada. Temos para tanto os recursos humanos e materiais necessários, uma vez que essa é uma das principais fontes de renda para a economia nacional.

Foram dias difíceis para o nosso povo, que em poucas horas viram como aquilo que foi construído com esforço foi golpeado por um furacão devastador. As imagens das últimas horas são eloquentes, assim como o espírito de resistência e a vitória de nosso povo, que renasce em cada uma das adversidades.

Nessas circunstâncias difíceis, primaram a unidade dos cubanos, a solidariedade entre os vizinhos, a disciplina diante da orientação do Estado-Maior Geral da Defesa Civil e dos Conselhos de Defesa em todos os níveis, o profissionalismo dos especialistas do Instituto Meteorologia, a rapidez de nossos meios de comunicação e de seus jornalistas, o apoio das organizações de massas, bem como a coesão dos órgãos de governo do Conselho Nacional de Defesa. Menção especial a todas as nossas mulheres, incluindo as líderes do Partido e do Governo, que com firmeza e maturidade dirigiram e enfrentaram a difícil situação.

Cuba ativa fase de 'alarme' no leste do país devido à proximidade de Irma

"Furacão 'Irma' já está aqui", afirma governador da Flórida

Governo cubano envia mais de 750 médicos a ilhas do Caribe atingidas pelo furacão Irma

 

Os dias por vir serão de muito trabalho, onde a força dos cubanos e a confiança indestrutível em sua Revolução serão mais uma vez demonstradas. Não é hora de nos lamentarmos, mas de reconstruir o que os ventos do furacão Irma tentaram fazer desaparecer.

Com a organização, a disciplina e a integração de todas as nossas estruturas, continuaremos como já fizemos em ocasiões anteriores. Ninguém se engane: a tarefa diante de nós é imensa, mas com um povo como o nosso venceremos a batalha mais importante: a recuperação.

Ismael Francisco/ Cubadebate

Presidente Raúl Castro ressalta que povo cubano irá reconstruir o país junto

Neste momento crucial, o Central de Trabalhadores de Cuba e a Associação Nacional dos Pequenos Agricultores, juntamente com outras organizações de massas, terão que redobrar seus esforços para apagar o mais rápido possível o rescaldo desse evento destrutivo.

Um princípio permanece inalterado: a Revolução não deixará ninguém desamparado e medidas já estão tomadas para que nenhuma família cubana seja abandonada à sua própria sorte.

Como tem sido a regra cada vez que um fenômeno climático nos atinge, há muitos sinais de solidariedade recebidos de todo o mundo. Chefes de Estado e de Governo, organizações políticas e amigos de movimentos solidários expressaram a vontade de nos ajudar, a quem agradecemos em nome dos mais de onze milhões de cubanos.

Enfrentemos a recuperação com o exemplo do Comandante-em-Chefe da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz, que, com sua fé permanente na vitória e vontade férrea nos ensinou que o impossível não existe. Nessas horas difíceis, seu legado nos faz fortes e nos une.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

A XV Semana de Relações Internacionais da PUC-SP se propõe a debater diversos temas de suma importância no mundo global, diverso, construído por múltiplas interseccionalidades e difíceis obstáculos que emergem em tempos nebulosos, incertos e de repressão e transgressão. Assim, o Centro Acadêmico de Relações Internacionais da PUC-SP convida todos a participarem de uma semana repleta de debates, circunscrevendo: a Segurança Pública e Internacional; aos desafios da migração num mundo de muros e fronteiras; aos direitos em oposição com a determinação neoliberal; aos discursos de resistência e política do Sul outrora colonizado; a inserção internacional brasileira pela política externa e comercial; aos desafios da saúde num mundo global e capitalista. Mini-cursos sobre desenvolvimento da África e narrativas alternativas ao desenvolvimento progressivista na América Latina e um workshop com a Professora Dra. Mônica Hirst serão oferecidos
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias