Constituinte venezuelana inicia elaboração de nova Carta Magna nesta semana

Segundo presidente da Assembleia, serão instaladas 22 comissões focadas em garantir 'o equilíbrio político, econômico e social'

A presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Delcy Rodríguez, informou na segunda-feira (11/09) que nesta semana serão instaladas as 22 comissões que trabalharão na elaboração da nova Constituição venezuelana.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Em entrevista à emissora de televisão estatal VTV, a ex-chanceler ressaltou que estas comissões estarão focadas em garantir, "o equilíbrio político, econômico e social".

Após bloqueio dos EUA, Maduro e Assembleia Constituinte preparam plano econômico

Entidades pedem que ONU tome medidas sobre postura de Brasil e EUA contra Venezuela

Maduro anuncia aumento salarial de 40% a trabalhadores e taxação de grandes fortunas

 

Além disso, indicou que foi elaborado um cronograma para dar "maior celeridade" às oito leis entregues pelo presidente Nicolás Maduro na quinta-feira (07/09) passada e que são necessárias para que a economia "possa enfrentar às distintas ameaças e agressões, tanto internas como externas".

Agência Efe

A presidente da Assembleia Constituinte Delcy Rodriguez


No último dia 24 de agosto, Rodríguez afirmou que se começaria a redigir uma nova Constituição levando em conta objetivos como a "paz", o "aperfeiçoamento do sistema econômico" e a "constitucionalização das novas formas de democracia participativa".

*Com informações da EFE

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

A XV Semana de Relações Internacionais da PUC-SP se propõe a debater diversos temas de suma importância no mundo global, diverso, construído por múltiplas interseccionalidades e difíceis obstáculos que emergem em tempos nebulosos, incertos e de repressão e transgressão. Assim, o Centro Acadêmico de Relações Internacionais da PUC-SP convida todos a participarem de uma semana repleta de debates, circunscrevendo: a Segurança Pública e Internacional; aos desafios da migração num mundo de muros e fronteiras; aos direitos em oposição com a determinação neoliberal; aos discursos de resistência e política do Sul outrora colonizado; a inserção internacional brasileira pela política externa e comercial; aos desafios da saúde num mundo global e capitalista. Mini-cursos sobre desenvolvimento da África e narrativas alternativas ao desenvolvimento progressivista na América Latina e um workshop com a Professora Dra. Mônica Hirst serão oferecidos
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias