Coreia do Norte rejeita sanções votadas pelo Conselho de Segurança da ONU

'Regime de Washington disparou um confronto político, econômico e militar', afirmou embaixador norte-coreano durante conferência da ONU em Genebra

A Coreia do Norte rejeitou nesta terça-feira (12/09) a nova resolução votada pelo Conselho de Segurança da ONU nesta segunda-feira (11/09) que impõe sanções mais rígidas a Pyongyang. As informações são da agência Reuters. Além da rejeição, o país também afirmou que os EUA irão sofrer em breve “a maior dor” que já sentiram.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

O embaixador norte-coreano, Han Tae Song, afirmou durante a Conferência de Desarmamento promovida pela ONU, em Genebra, que “o regime de Washington disparou um confronto político, econômico e militar, está obcecado com o jogo selvagem de reverter o desenvolvimento de força nuclear pela Coreia do Norte, que já atingiu a fase de finalização”.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou na segunda-feira (11/09) resolução com novas sanções contra a Coreia do Norte pelos testes nucleares. O texto foi aprovado por unanimidade após Rússia e China apresentarem veto a primeira versão dos EUA.

Entidades pedem que ONU tome medidas sobre postura de Brasil e EUA contra Venezuela

Merkel e Putin apostam em solução pacífica para conflito norte-coreano

Conselho de Segurança da ONU impõe novas sanções à Coreia do Norte por testes nucleares

 

A resolução aprovada estabelece a proibição de vender à Coreia do Norte gás natural ou condensado e produtos petrolíferos refinados que excedam meio milhão de barris a partir de 1º de outubro e de dois milhões de barris a partir de 1º de janeiro de 2018 e durante 12 meses.

Agência Efe

Sul-coreanas verificando medidor de radioatividade

Também determina que sejam congeladas as quantidades de petróleo que se vende à Coreia do Norte para que não excedam os montantes entregues durante os últimos 12 meses.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias