Aula Pública Opera Mundi: por que vivemos em mundo tão acelerado?

Adilson Citelli, professor da USP, afirma que pressão permanente por resultados e a integração dos sujeitos sociais às dinâmicas das tecnologias resultam em tempo acelerado socialmente

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Opera Mundi TV

Na Aula Pública na FIAMFAAM, Adilson Citelli discute como o tempo foi acelerado socialmente


Nos últimos anos, cresce a percepção de que a vida está passando rápido demais. Falta de tempo, cansaço e excesso de trabalho são sintomas desse processo. Com celulares e conexão instantânea, os trabalhadores são pressionados a produzir cada vez mais. E, sem intervalos e pausas, sofrem para administrar as vidas pessoal e profissional.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Depressão e estresse são consequências do ritmo frenético no cotidiano das cidades. Mas, afinal, por que vivemos em um mundo tão acelerado?

Essa é a indagação que Adilson Citelli, professor titular da ECA-USP, responde na Aula Pública Opera Mundi. Para o especialista, a pressão permanente por resultados e a integração dos sujeitos sociais às dinâmicas das tecnologias resultam em tempo acelerado socialmente.

"Estamos em um momento histórico em que a questão central não é apenas a velocidade externa, ou seja, os mecanismos que operam na sociedade, como, por exemplo, as tecnologias da informação e comunicação. Agora, os próprios sujeitos estão integrados com a lógica temporal do celular e das comunicações. Com o fato de vivermos numa sociedade acelerada, não podemos mais dispensar o circuito do tempo, pois o celular e as novas tecnologias nos acompanham de forma integral. Dessa forma, não lidamos apenas com a velocidade do fenômeno maquínico, externo à ação humana", afirma Citelli.

Aula Pública Opera Mundi: o que a sociedade deve esperar da universidade?

Aula Pública Opera Mundi: como seria a construção de Brasília se outro projeto tivesse vencido?

Aula Pública Opera Mundi: por que há sofrimento e mal-estar na crise política?

 

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Adilson Citelli: por que vivemos em um mundo acelerado socialmente?



No segundo bloco, Adilson Citelli responde perguntas do público do campus Vergueiro da FIAMFAAM

 

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

'Não podemos mais confiar na Casa Branca'

Ministro do Exterior da Alemanha reage às declarações de Trump, que descreveu a UE como um 'inimigo' dos EUA no comércio. Heiko Maas convoca uma Europa 'unida e soberana' para preservar a parceria com Washington