Escritor Kazuo Ishiguro ganha Nobel de Literatura

Anúncio foi feito nesta quinta-feira (05/10) em Estocolmo, na Suécia; academia diz que escritor retrata em seus livros temas como 'memória, passagem do tempo e desilusão pessoal'

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O escritor nipo-britânico Kazuo Ishiguro foi anunciado nesta quinta-feira (05/10) como o vencedor do prêmio Nobel de Literatura deste ano. A escolha foi divulgada em um evento em Estocolmo, na Suécia.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

De acordo com o Comitê do Nobel, Ishiguro retrata em seus livros temas como "memória, passagem do tempo e desilusão pessoal”. O anúncio oficial ainda destaca que as obras do nipo-britânico tem "grande força emocional" e "desvendou o abismo sob nossa sensação ilusória da conexão com o mundo".

Considerado um dos prosadores contemporâneos mais aclamados, o autor tem entre suas principais publicações "O Gigante Enterrado", "Não me Abandone Jamais" e "Vestígios do Dia", que já rendeu a ele, em 1989, o Man Booker Prize, outro dos grandes prêmios internacionais de literatura.

No Brasil, suas obras são editadas pela Companhia das Letras, que também lançou "Noturnos" e "Quando éramos órfãos".

Nascido em Nagasaki, no Japão, em 1954, Ishiguro se mudou para a Inglaterra aos cinco anos de idade. Ao longo de sua carreira, o escritor publicou, ao todo, oito livros.

Nobel de Medicina premia descoberta sobre relógio biológico

Nobel de Física vai para estudo de ondas gravitacionais

Nobel de Química premia cientistas que criaram método para análise microscópica de moléculas

 

Agência Efe

Kazuo Ishiguro venceu Nobel de Literatura de 2017

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Mulheres começam a dirigir na Arábia Saudita

Abertura é reflexo de uma mobilização de quase três décadas em defesa dos direitos das mulheres sauditas; as primeiras campanhas pelo direito a dirigir ocorreram nos anos 1990