EUA suspendem temporariamente emissão de vistos na Turquia por 'segurança'

Especula-se que motivo que levou à suspensão tenha sido prisão de cidadão turco, funcionário da missão diplomática norte-americana em Ancara

A embaixada dos Estados Unidos na Turquia anunciou neste domingo (09/10) que suspenderá temporariamente a emissão de vistos para viagens com o objetivo de minimizar o número de visitantes em suas sedes diplomáticas nesse país por "motivos de segurança".


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

"Os fatos recentes forçaram o governo dos EUA a reavaliar o compromisso do governo da Turquia com a segurança das sedes diplomáticas americanas e seu pessoal", indicou a embaixada em um comunicado divulgado em inglês e turco no Twitter.

"Para minimizar o número de visitantes em nossa embaixada e consulados enquanto durar esta avaliação, suspendemos com efeito imediato todos os serviços de vistos, salvo os de imigração, em todas as instalações diplomáticas americanas na Turquia", concluiu a embaixada na nota.

Apesar de a missão diplomática não ter especificado quais são esses "fatos recentes", é possível que tenham relação com a recente detenção de um cidadão turco, funcionário da embaixada dos EUA em Ancara.

O detido é acusado de manter vínculos com antigos responsáveis da polícia turca, que supostamente teriam relações com o movimento do clérigo islamita Fethullah Gülen, a quem o governo turco acusa de ser o mentor da tentativa fracassada de golpe de Estado em 2016.

Na última quinta-feira, a embaixada dos EUA emitiu um comunicado no qual se declarava "profundamente afetada" pela prisão de seus funcionários.

Presidente do Curdistão iraquiano anuncia que não estenderá seu mandato

Conservadores vencem eleições na Islândia, mas precisarão de apoio do centro

Hillary e Partido Democrata financiaram investigação sobre Trump e Rússia

 

Travel.gov

EUA suspenderam emissão de vistos em Ancara

Além disso, a missão diplomática americana criticou "os vazamentos de fontes governamentais turcas com o aparente objetivo de julgar funcionários nos meios de comunicação, ao invés de fazê-lo nos tribunais".

Horas mais tarde, a Turquia respondeu com uma medida similar, suspendendo a emissão de vistos via solicitação eletrônica e nas passagens fronteiriças, segundo um comunicado da embaixada turca em Washington.

O texto, divulgado também no Twitter, replicava o comunicado americano de forma literal, assegurando que "os fatos recentes forçaram o governo da Turquia a reavaliar o compromisso do governo dos Estados Unidos com a segurança das sedes diplomáticas turcas e seu pessoal".

"Para minimizar o número de visitantes à nossa embaixada e aos consulados enquanto durar esta avaliação, suspendemos com efeito imediato todos os serviços de vistos, exceto os de imigração, em todas as instalações diplomáticas turcas nos Estados Unidos", acrescentou o governo turco.

"Esta medida se aplica tanto aos vistos nos passaportes como aos e-vistos (adquiridos via internet) e aos vistos adquiridos na fronteira", concluiu a Turquia no comunicado. 

Leia Mais

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera

Destaques

Publicidade

Democracia

Democracia

A construção e a defesa da democracia envolve muitas áreas: feminismo, educação, história. Conheça alguns títulos da Alameda Casa Editorial sobre o tema.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias