Aula Pública Opera Mundi: qual a influência da comunicação nos fluxos migratórios?

Denise Cogo, doutora em comunicação e professora da ESPM, discute a relação entre as tecnologias digitais e as migrações no mundo

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Opera Mundi TV

Na Aula Pública, Denise Cogo explica a inter-relação entre comunicação e migrações


A busca por uma nova vida e questões socioculturais impulsionam a migração ao redor do mundo. São milhares de pessoas que, cotidianamente, procuram alternativas para superar a pobreza e a desigualdade. Neste contexto, a comunicação passou a ocupar papel decisivo nos fluxos migratórios. Com as redes digitais, migrantes passaram a trocar informações sobre questões jurídicas e dos direitos humanos. Diversos grupos étnicos criaram redes de solidariedade e bucam soluções conjuntas. Como, portanto, podemos analisar a inter-relação entre comunicação e os fluxos migratórios?


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Esta é a indagação que Denise Cogo, doutora em comunicação (USP) e professora da ESPM, responde na Aula Pública Opera Mundi. Para a especialista, grande parte das representações e das experiências que conhecemos dos imigrantes chega pela mídia.

"A mídia é mediadora das relações. Logo, as ideias e as percepções sobre a imigração chegam através dos meios de comunicação. Não só o cotidiano, mas até a forma como pensamos nos imigrantes depende do enquadramento que a mídia nos posiciona", explica Denise.

Assista ao primeiro bloco da Aula Pública com Denise Cogo: qual a influência da comunicação nos fluxos migratórios?

 

Aula Pública com Lidiane Rodrigues: o que trajetória de Dilma Rousseff ensina sobre gênero e política no Brasil?

Aula Pública com Gilberto Rodrigues: Para que serve a ONU?

Aula Pública com Wolfgang Leo Maar: a periferia de São Paulo é liberal?

 

No segundo bloco, a professora Denise Cogo responde perguntas do público da FIAMFAAM.


O imigrante não é só um sujeito econômico, mas, explica Cogo, um sujeito sociocultural. Portanto, a comunicação integra a trajetória das migrações dentro de um processo histórico. "Desde o planejamento e o estudo das políticas migratórias para o país de destino até o contato com amigos e familiares, o encontro dos fluxos migratórios com as tecnologias digitais traz novas perspectivas para os sujeitos. Também abre-se a possibilidade para que, com um celular na mão, os próprios imigrantes possam narrar suas histórias, construindo novos caminhos", analisa.

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo