Brasileiras disputam cargos no Legislativo e no Executivo em eleição municipal nos EUA

Massachusetts tem uma população de 6.873.018 habitantes, de acordo com o censo de 2015; dados do Conselho Americano de Imigração mostram que o estado tinha, em 2013, 1.046.155 imigrantes

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

As eleições municipais em Massachusetts, nos Estados Unidos, acontecem no dia 7 de novembro. Pela primeira vez na história do estado, três brasileiras são candidatas a cargos públicos em duas cidades diferentes. Margareth Shepard e Stephanie Martins são candidatas a vereadoras pelos municípios de Framigham e Everett, respectivamente. Priscila Sousa disputa a prefeitura de Framingham.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Essas mulheres personificam uma parcela significativa de imigrantes que não se intimidou com o discurso xenofóbico, homofóbico, racista e machista do presidente Donald Trump. Ao contrário, elas decidiram ir à luta e participar da vida política das suas cidades para mostrar que a ofensiva antiimigrante do presidente americano vai contra os princípios e valores democráticos da nação.

Margareth Shepard e Stephanie Martins são duas das fundadoras do grupo Brasileiros pela Educação Política (Brazilians for Political Education). Essa organização apartidária, aberta a pessoas de diferentes partidos ou politicamente independentes, se desenvolveu a partir do movimento Brazilians for Hillary’ (Brasileiros por Hillary), um grupo independente de brasileiros e brasileiras que se organizou durante o processo eleitoral de 2016 para apoiar a candidata democrata.

 

Trump condiciona proteção de "dreamers" a financiamento de muro

EUA suspendem temporariamente emissão de vistos na Turquia por 'segurança'

Iniciativas locais desafiam Trump no combate às mudanças climáticas

 

Segundo Shepard, é a educação política que vai contribuir para que as pessoas entendam a importância do voto e da necessidade de se envolver nas questões políticas locais, estaduais e nacionais. “Queremos que os imigrantes brasileiros e de outras nacionalidades assumam a sua posição nesta sociedade, votem mais, sejam voluntários, candidatem-se a cargos públicos e eletivos. O objetivo é motivar as pessoas a contribuírem mais e mais para o bem de suas comunidades, do seu estado e da nação onde vivem’’.

Divulgação

É a primeira vez em Massachusetts que brasileiras concorrem a prefeituras em três cidades diferentes


Priscila Sousa decidiu concorrer ao cargo de prefeita para dar voz à comunidade e abrir as portas para que outras mulheres e outros imigrantes fiquem motivados a fazer o mesmo. Ela acredita que este é um ‘’momento histórico para a comunidade brasileira’’. Segundo Sousa, o exemplo das candidatas brasileiras, independente do resultado das próximas eleições, vai animar muita gente a participar do processo político local.

Massachusetts tem uma população de 6.873.018 habitantes, de acordo com o censo de 2015. Dados do Conselho Americano de Imigração (American Immigration Council) mostram que o estado tinha, em 2013, 1.046.155 imigrantes, sendo que 549.009 pessoas (50%) eram cidadãos naturalizados com direito a voto. Considerando que as cidades de Framingham e Everett aglutina uma grande comunidade de brasileiros aptos a votar, as três candidatas estão confiantes nesta jornada inédita e histórica.

*Marcia Cruz-Redding é jornalista e mora em Waltham, em Massachusetts.

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Mulheres começam a dirigir na Arábia Saudita

Abertura é reflexo de uma mobilização de quase três décadas em defesa dos direitos das mulheres sauditas; as primeiras campanhas pelo direito a dirigir ocorreram nos anos 1990