Procurando Nemo? Está ficando mais difícil

Deutsche Welle
Estudo mostra que peixe-palhaço, que vive em anêmonas afetadas por aumento da temperatura da água, tende a se reproduzir menos; fenômeno pode afetar mais de 50 outras espécies

O aquecimento dos mares está também afetando os peixes-palhaço. Segundo um estudo publicado na revista Nature Communications, a espécie, que ficou popular pelo desenho animado Procurando Nemo, sofre estresse e se reproduz menos devido ao branqueamento de anêmonas, causado pelo aumento da temperatura marinha.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Peixes-palhaço, ou peixe-das-anêmonas, vivem em simbiose com anêmonas, que oferecem proteção contra predadores através de seus tentáculos venenosos. Em troca, eles limpam seus tentáculos e proporcionam restos de alimento, que são aproveitados pela anêmona.

Especialistas de várias universidades investigaram em um recife na Polinésia Francesa as consequências do aumento das temperaturas do mar durante um período de 14 meses, incluindo o verão extremamente quente de 2016. Eles monitoraram os peixes antes, durante e depois da passagem do fenômeno El Niño, que causou em 2016 o aquecimento em regiões do Oceano Pacífico e um grande branqueamento de corais.

Nissan estima que 20% das vendas da marca na Europa até 2020 sejam de veículos não poluentes

Plantações de abacate para exportação à Europa secam rios no Chile e empobrecem comunidades no país

Incêndios florestais obrigam evacuação de 12 mil pessoas na costa mediterrânea da França

 

picture-alliance/Prisma/R. Dirscherl

Aquecimento da água dos oceanos está fazendo com que peixe-palhaço se reproduza menos

Os biólogos marinhos compararam os peixes que vivem nas anêmonas afetadas pelo fenômeno do branqueamento com aqueles vivendo em anêmonas saudáveis. Eles encontraram 73% menos ovos capazes de gerar vida nos peixes que vivem em anêmonas branqueadas do que nos que vivem em anêmonas saudáveis.

Os exames de sangue realizados nos peixes mostraram um aumento do hormônio do estresse (cortisol) e uma menor concentração de hormônios sexuais. "O clareamento das anêmonas, causado pela alta temperatura do mar, é um fator de estresse que reduz os hormônios sexuais e, com isso, a capacidade reprodutiva", escreve a equipe de pesquisadores.

Os pesquisadores também acreditam que pelo menos 51 outras espécies de peixes que dependem de anêmonas para se alimentar ou para se proteger de predadores também podem ser afetadas.

MD/dpa/afp

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Democracia

Democracia

A construção e a defesa da democracia envolve muitas áreas: feminismo, educação, história. Conheça alguns títulos da Alameda Casa Editorial sobre o tema.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias