Maduro anuncia reestruturação da dívida externa da Venezuela e aumenta salário mínimo em 30%

'Vamos fazer uma reforma completa dos pagamentos externos para alcançar o equilíbrio. Vamos romper os esquemas internacionais', disse presidente do país

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na noite desta quinta-feira (02/11) que o país vai reestruturar e refinanciar sua dívida externa. O anúncio veio no mesmo dia em que o governo decidiu aumentar em 30% o salário mínimo e as aposentadorias em vigor.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

“Amanhã [sexta] temos que pagar o total de 1,12 bilhões de dólares de bônus PDVSA [a companhia de petróleo do país] 2017 e tenho dinheiro para cumprir esta obrigação”, afirmou Maduro. “Tenho dinheiro para este pagamento, assim como tenho dinheiro para as exportações que necessitamos em matéria-prima, medicamentos, alimentos”, disse.

Segundo a agência estatal AVN, a reestruturação é uma “reforma” com o objetivo de “cobrir a as necessidades do país em matéria de alimentação, moradia, saúde, educação, segurança e recreação.”

“Vamos fazer uma reforma completa dos pagamentos externos para alcançar o equilíbrio. Vamos romper os esquemas internacionais. São bons para nos cobrar, mas a Venezuela não tem acesso ao refinanciamento de bônus?”, questionou o presidente, que criou uma comissão, liderada pelo vice-presidente Tareck El-Aissami, para liderar as conversas de renegociação.

Moscou teve apenas seis minutos de luz solar em dezembro

Aconteceu de novo: emissora pública japonesa divulga falso alerta sobre míssil norte-coreano

Inflação na Argentina supera meta do governo Macri e chega a 24,8% em 2017

 

Prensa Presidencial

Maduro anunciou a reestruturação da dívida externa da Venezuela

Nos últimos quatro anos, a Venezuela pagou mais de 70 bilhões de dólares de dívida. No entanto, o risco país continuou alto – acima dos 3.000 pontos – em uma demonstração que do que analistas financeiros chamam de “ataque financeiro” contra Caracas.

Salário mínimo

Maduro também anunciou um aumento de 30% no salário mínimo e nas aposentadorias no país. Com o reajuste, o salário passa de 136.544 bolívares para 177.507 bolívares.

Além disso, 4 milhões de famílias venezuelanas irão ganhar um bônus de 500.000 bolívares para o Natal.

"Aprovei os recursos para entregar um bônus natalino especial para 4 milhões de famílias. São 500.000 bolívares de um bônus por meio do carnê da pátria", disse Maduro. O carnê é um cadastro do governo que gerencia a distribuição de comida subsidiada e outros benefícios sociais.

Leia Mais

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

'Fatos alternativos' é a 'despalavra' de 2017

Termo estimula substituição de argumentos factuais por afirmações não comprovadas para manipular debate público, diz júri; iniciativa quer chamar atenção para palavras que ferem dignidade humana ou democracia

 

Sob a fumaça, a dependência

Não são apenas os fumantes que estão atrelados a um hábito do qual é difícil se livrar; o Brasil, líder global na exportação de tabaco, oculta sob os dados econômicos um quadro social de efeitos devastadores

 

Cientistas descobrem o que dizimou astecas

Após cinco séculos de mistério, equipe internacional de pesquisadores detecta bactéria, levada por europeus, que teria sido responsável pela morte de 15 milhões de pessoas em apenas cinco anos