Pela primeira vez, transgênero é eleita para Legislativo nos Estados Unidos

Democrata venceu o conservador Bob Marshall que sempre se referiu a ela como homem; político de Virgínia recusou debates durante campanha

Pela primeira vez na história dos Estados Unidos (EUA), uma transgênero foi eleita para um cargo legislativo. Nessa terça-feira (07/11) a democrata Danica Roem foi escolhida representante da Assembleia Legislativa do estado da Virginia. Danica venceu o conservador Bob Marshall na disputa por uma vaga na assembleia - cargo semelhante ao de deputado estadual no Brasil. 


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A campanha no estado acabou polarizada sobre o debate dos direitos de homossexuais e transgêneros. O republicano Bob Marshall, de 73 anos, é um político experiente, conservador e luta contra o movimento pela igualdade de gênero. 

Durante a campanha, Marshall não quis participar de debates com Danica Roem e não se referia a ela como mulher, mas como homem, seguindo a identidade biológica da ex-jornalista. 

Reprodução/Facebook

Pela primeira vez na história dos Estados Unidos uma transgênero foi eleita para um cargo legislativo

Trump proíbe que pessoas transgênero sirvam nas Forças Armadas dos EUA

Canadá responde Trump convidando pessoas transgênero a se alistarem no Exército do país

Pentágono terá 6 meses para colocar em prática veto a pessoas transgênero nas Forças Armadas dos EUA

 

A imprensa americana destacou que Danica fez ampla campanha em cada distrito do estado e obteve cerca de US$ 500 mil em doações. Ela lidera um movimento por mais representantes transgêneros na política americana.

Danica, de 33 anos, venceu as eleições defendendo, como primeira plataforma, melhorias no trâfego urbano e procurou deixar o debate sobre a transsexulidade como tema secundário. Ela começou sua transição de gênero há quatro anos e dedicou a vitória "a cada pessoa que já foi apontada, julgada ou estigmatizada".

Também houve eleições para governadores na Virginia e em New Jersey. Os candidatos democratas ao governo ganharam dos republicanos, o que representa uma derrota. Nos Estados Unidos, nem todos as eleições estaduais ocorrem de maneira unificada como no Brasil e há renovação parcial do Legislativo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Promoção 100 livros para os 100 anos da Revolução

Inspirada pela Revolução Russa, a Alameda Casa Editorial fez uma seleção de 100 livros com desconto de 20% e frete grátis. São livros que tratam da sociedade capitalista, do mercado de trabalho, do racismo, do pensamento marxista, das grandes depressões econômicas, enfim: do pensamento social que, direta ou indiretamente, foi influenciado pela revolução dos trabalhadores de 1917. Aproveite.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Mugabe reaparece em público após intervenção militar

Oficialmente em prisão domiciliar, presidente do Zimbábue é visto em público pela primeira vez desde que Forças Armadas assumiram o controle do país; sua saída do poder, após quase quatro décadas, ainda é incerta.