Puigdemont aciona Corte de Direitos Humanos contra Espanha

Pedido contesta decisão do governo espanhol de proibir sessão que ocorreria em outubro; ex-parlamentares catalães assinaram a objeção

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont e a ex-chefe do Parlamento da comunidade autônoma Carme Forcadell entraram com um recurso na Corte Europeia de Direitos Humanos contra uma decisão do Tribunal Constitucional da Espanha.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A ação é assinada por outros 74 ex-parlamentares catalães e contesta a suspensão de uma sessão do legislativo regional marcada para 9 de outubro passado, quando acreditava-se que a comunidade declararia sua independência unilateralmente, o que só viria a acontecer no fim do mês.

O recurso foi impetrado quando Puigdemont e Forcadell ainda estavam em seus cargos, em 18 de outubro, mas foi divulgado pela Corte Europeia, sediada em Estrasburgo, na França, apenas nesta quarta-feira (08/11).

Foto: Ajuntament de Vilanova i la Geltrú/Flickr

A ação é assinada por outros 74 ex-parlamentares catalães e contesta a suspensão de uma sessão do legislativo regional marcada para 9 de outubro passado

Puigdemont e ex-secretários catalães se entregam na Bélgica

Justiça da Bélgica deixa ex-presidente catalão em liberdade, mas impõe medidas cautelares

Em liberdade condicional, Puigdemont critica Justiça espanhola

 

Atualmente, o tribunal de direitos humanos também analisa ações questionando as multas impostas pela Corte Constitucional contra membros do comitê eleitoral responsável pelo plebiscito separatista de 1º de outubro.

Na última terça (07/11), Puigdemont também anunciou que pretende acionar Estrasburgo por supostas violações dos direitos humanos pela Espanha na prisão de ex-membros do governo catalão e no "exílio" dele e de mais quatro aliados em Bruxelas.

O ex-presidente viajou à Bélgica após ter sido denunciado por crimes ligados à declaração de independência.

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Os supersalários das Forças Armadas

Nossa reportagem levantou todos os salários de militares e encontrou centenas acima do teto, indenizações de mais de R$ 100 mil e valores milionários pagos no exterior