Honduras: oposicionista acusa TSE de fraudar eleições e convoca manifestação

Salvador Nasralla liderava apuração por cerca de 5 pontos, mas última atualização mostra diferença de apenas 0,97%; opositor recebeu apoio nas redes sociais e chamou manifestação

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O candidato à presidência de Honduras Salvador Nasralla, que liderava a apuração de votos na eleição que ocorrereu no último domingo (26/11), afirmou nesta quarta (26/11) que o processo eleitoral do país está sendo fraudado. Nasralla, que é candidato de oposição, apresentava uma vantagem de aproximadamente 5 pontos com relação ao governista e atual presidente do país, Juan Orlando Hernández. Segundo o último balanço, divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral de Honduras (TSE) nesta manha, a diferença caiu para 0,97%.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Através de suas redes sociais, Nasralla publicou dezenas de denúncias sobre o processo eleitoral hondurenho, que vem sendo marcado pela lentidão das apurações. Até o momento, 76% das urnas foram apuradas. 

O candidato afirmou também que nas últimas horas o TSE de Honduras vem tentando modificar os resultados finais. Membros do Partido Anticorrupção – ao qual Nasralla pertence –  também denunciaram irregularidades no processo eleitoral. Por meio de seu twitter, Nasralla aproveitou para dizer que as “as urnas foram fechadas às 16h (local), quando deveriam ficar abertas até às 17h”. O candidato recebeu apoio de Manuel Zelaya, ex-presidente de Honduras, para concorrer às eleições. 


Reprodução/Facebook

Salvador Nasralla liderava apuração por cerca de 5 pontos, mas última atualização mostra diferença de apenas 0.97%

Governo e oposição na Venezuela marcam nova rodada de diálogo para 15 de novembro

Governo e oposição na Venezuela definem regras de diálogos, que começam em 1º de dezembro

Quatro ativistas políticos foram assassinados em Honduras em menos de um mês; país vai às urnas no domingo

 

“Faço um chamado a todo o povo hondurenho para que se junte a mim amanhã de manhã em Tegucigalpa para defender o voto (...); convido o povo hondurenho a defender nas ruas o que ganhamos nas pesquisas”, afirmou Nasralla por meio de sua conta no twitter.

Em meio às denúncias de fraude, dezenas de pessoas aproveitaram para enviar mensagens de apoios para Nasralla através das redes sociais. 

Lentidão nas apurações

O primeiro boletim do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) mostrou Nasralla com 45,17% dos votos, contra 40,21% de Hernández, tido como favorito. Os dados saíram apenas 10 horas após o fim da votação. No entanto, de lá para cá, apenas 19% das urnas foram apuradas.  A lentidão do processo após o primeiro boletim vem causando estranhamento.

O processo eleitoral foi marcado pela polêmica candidatura de Hernández à reeleição, que é proibida pela Constituição de Honduras, Hernandes acabou sendo autorizado a participar do pleito por decisão do tribunal constitucional do país. 

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo

 

Santos anuncia ingresso da Colômbia na OTAN

O presidente e prêmio Nobel da Paz, J. Manuel Santos, escolheu ingressar na historicamente belicista OTAN na mesma semana em que se inicia a etapa final do processo eleitoral colombiano