Lula expressa solidariedade a Cristina Kirchner e fala em 'caçada judicial e midiática' à ex-presidente da Argentina

Na quinta, o juiz Claudio Bonadio pediu a prisão de Cristina por 'traição à pátria' e 'encobrimento agravado' por conta de um memorando assinado por ela, quando era presidente, e o governo do Irã

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou nesta sexta-feira (08/12) solidariedade à ex-mandatária argentina Cristina Kirchner, contra quem foi emitido um pedido de prisão na quinta (07/12). Segundo Lula, ela sofre uma “caçada judicial e midiática” no país.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

“Expresso minha solidariedade à presidenta Cristina Kirchner e a seus colaboradores que tanto fizeram pelo povo argentino e pela integração sul-americana. É preocupante a verdadeira caçada judicial e midiática lançada contra essa companheira a quem tanto admiro e estimo”, afirmou o ex-presidente.

Na quinta, o juiz Claudio Bonadio pediu a prisão de Cristina por "traição à pátria" e "encobrimento agravado" por conta de um memorando assinado por ela, quando era presidente, e o governo do Irã. Esse acordo, segundo a acusação, tinha o objetivo de encobrir uma eventual participação de Teerã no atentado à sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) em 1994, que deixou 85 motos.

“Tudo isso que está acontecendo é um despropósito. Um verdadeiro excesso. Estas medidas não só violam o estado de direito como buscam provocar danos pessoas e políticos aos opositores, às suas trajetórias. Isto não tem nada a ver com a justiça e com a democracia”, afirmou Cristina, que considerou o pedido de prisão “um absurdo”.

Argentina condena dezenas por "voos da morte" e crimes na ditadura

Argentina: Justiça determina prisão de Cristina Kirchner; decisão precisa passar pelo Senado

'Não há causa, não há delito, não há motivo para prisão', diz Cristina Kirchner

 

Sobre a acusação de traição, Kirchner afirmou que o juiz sustenta a ideia de que o atentado à sede da Amia foi um ato de guerra, e não um atentado terrorista. Para ela, “esta foi a única maneira que [Bonadio] encontrou em seu mundo jurídico muito particular” para justificar a acusação de traição à pátria. 

Além do pedido de prisão de Cristina, Bonadio também determinou a detenção d o ex-secretário-geral da Presidência Carlos Zanini, do dirigente sindical Luis D’Elia e do representante da comunidade islâmica na Argentina Jorge “Yussuf” Kalil. Eles já foram presos.

Bonadio também pediu a detenção do ex-chanceler Hector Timmerman, gravado afirmando que o governo saberia do envolvimento de iranianos no atentado.

MRE (nov.2009)/Flickr CC

Lula expressou solidariedade à ex-presidente Cristina Kirchner

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

'Não podemos mais confiar na Casa Branca'

Ministro do Exterior da Alemanha reage às declarações de Trump, que descreveu a UE como um 'inimigo' dos EUA no comércio. Heiko Maas convoca uma Europa 'unida e soberana' para preservar a parceria com Washington