Argentina: Avós da Praça de Maio encontram neta 127

Anúncio oficial foi dado na tarde desta quinta-feira (28/11) durante coletiva de imprensa; neta 127 estava desaparecida desde 1977

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

As Avós da Praça de Maio, ONG de direitos humanos que busca bebês roubados durante a ditadura civil-militar da Argentina, anunciou em coletiva de imprensa dada na tarde desta quinta-feira (28/12) que identificaram a neta 127, desaparecida há 40 anos.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A ONG informou que a neta, que não teve o nome revelado, é filha de María del Carmen Moyano e Carlos Poblete, militantes que foram sequestrados entre abril e maio de 1977, em Córdoba, e mantidos em um centro clandestino na cidade de La Perla, onde María teve sua filha.

“Ela tem dois tios e sete tias. Muitas primas que estão em San Juan. Dizemos a nossa sobrinha que a esperamos há 40 anos. Nós a amamos intensamente”, afirmou a tia materna, identificada apenas como Adriana. “Estamos todos à sua espera com os braços abertos. Obrigado Avós e todos aqueles que possibilitaram que isso acontecesse após 40 anos”.

Em nota, a instituição afirmou que “alguns dias atrás, as Avós puderam anunciar a restituição da neta 126. Hoje fechamos o ano do nosso 40º aniversário com mais uma feliz notícia: o encontro da neta 127, a quem esperamos encontrar em breve para aproximá-la de sua história e abraça-la”. 

Argentina condena dezenas por "voos da morte" e crimes na ditadura

'Não há causa, não há delito, não há motivo para prisão', diz Cristina Kirchner

Empresas alemãs sob suspeita em caso de submarino argentino

 

Reprodução

Anúncio oficial foi dado na tarde desta quinta-feira (28/11) durante coletiva de imprensa

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Os supersalários das Forças Armadas

Nossa reportagem levantou todos os salários de militares e encontrou centenas acima do teto, indenizações de mais de R$ 100 mil e valores milionários pagos no exterior