Argentina anuncia novas metas de inflação para 2018

Novos números vão contra as metas anunciadas no início do governo Macri, em janeiro de 2016, que prometiam 10% de inflação para o ano de 2018

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O governo da Argentina anunciou nesta quinta-feira (28/12) novas metas de inflação para o ano de 2018. Em coletiva de imprensa, o chefe de Gabinete, Marcos Peña, anunciou que o governo pretende chegar em 15% de inflação em 2018, 5% a mais do que foi prometido pelo presidente da Argentina, Mauricio Macri, no ínico de seu mandato.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Ao lado do ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne, do ministro de Finanças, Luis Caputo, e do presidente do Banco Central da Argentina, Federico Sturzenegger, Peña ainda estabeleceu as metas para 2019 e 2020, prometendo 10% e 5% respectivamente.

"Nós decidimos recalibrar as metas de inflação e atrasamos um ano nosso objetivo final de inflação de 5%", disse o ministro da Fazenda, Nicolás Dujovne. O anúncio vai contra as metas anunciadas no início do governo Macri, em janeiro de 2016, que prometiam 10% de inflação para o ano de 2018.

Reprodução/Facebook

O anúncio vai contra as metas anunciadas no início do governo Macri, em janeiro de 2016

Argentina: morre Carmen Lapacó, uma das fundadoras das Mães da Praça de Maio

Pobreza aumenta na América Latina e alcança 30,7% da população, diz relatório da Cepal

Argentina: Avós da Praça de Maio encontram neta 127

 

"Nós ratificamos nosso compromisso anti-inflacionário e quando executamos os objetivos há um ano, observamos que hoje temos mais informações do que em janeiro de 2016 (após a afirmação de Macri). Mas nós redobramos nossos esforços para atingir os objetivos", afirmou Dujovne.

Após o anúncio das novas metas inflacionárias, o dólar subiu 67 centavos na Argentina, chegando a 19,46 pesos argentinos, cifra recorde no país.

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Os supersalários das Forças Armadas

Nossa reportagem levantou todos os salários de militares e encontrou centenas acima do teto, indenizações de mais de R$ 100 mil e valores milionários pagos no exterior