Coreia do Norte reabre linha telefônica com sul-coreanos

rfi - português do brasil
Primeira ligação aconteceu nesta quarta-feira, por volta das 6h30 da manhã, e durou 20 minutos, segundo responsáveis sul-coreanos

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Pyongyang anunciou nesta quarta-feira (03/01) a reabertura da linha telefônica vermelha com a Coreia do Sul para discutir a participação norte-coreana nas Olimpíadas de Inverno, que acontecem entre 9 e 25 de fevereiro.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

O governo norte-coreano reestabeleu o canal de comunicação, cortado há dois anos, em Panmunjon, vilarejo situado na fronteira entre os dois países, onde foi assinado o cessar-fogo na guerra entre as duas Coreias, entre 1950 e 1953. O gesto é uma resposta positiva à abertura de diálogo proposta pelos sul-coreanos. A  primeira ligação aconteceu nesta quarta-feira (03/01), por volta das 6h30 da manhã, e durou 20 minutos, segundo responsáveis sul-coreanos.

Em seu pronunciamento televisivo no Ano Novo, o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, declarou que estava disposto a lançar discussões bilaterais com Seul e que a Coreia do Norte poderia participar dos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang. Dois atletas norte-coreanos estão classificados.

A Coreia do Sul, favorável à retomada do diálogo, propôs uma reunião no dia 9 de janeiro em Panmunjon para discutir, além dos detalhes da competição, “outros assuntos de interesse mútuo para melhorar as relações intercoreanas”.

Fotos Públicas

Em seu discurso de Ano Novo, Kim Jong Un também aproveitou para lembrar que a Coreia do Norte se transformou em uma potência nuclear

 

Justiça bloqueia candidatura de maior rival de Putin

Série de protestos no Irã tem ao menos dois mortos

Paquistão convoca embaixador dos EUA após críticas de Trump

 

“Meu botão é maior do que o seu”

Em seu discurso de Ano Novo, Kim Jong Un também aproveitou para lembrar que a Coreia do Norte se transformou em uma potência nuclear, e que tinha o botão que acionava as armas em seu escritório ao alcance de sua mão, em mais uma provocação contra os Estados Unidos. A tensão entre os dois países cresce a cada dia por conta do programa nuclear e balístico de Pyongyang.

Hoje o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, respondeu à provocação no Twitter e disse que seu botão nuclear é maior e mais poderoso que o dispositivo que o presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, afirma ter.

"O líder norte-coreano Kim Jong-Un disse que tem 'o botão nuclear sempre em seu escritório'. Alguém deste regime deve informá-lo que eu também tenho um botão nuclear, maior e mais poderoso que o dele, e que o meu botão funciona", tuitou Trump.

Os Estados Unidos "não levarão a sério qualquer reunião (entre Seul e Pyongyang) que não preveja a total proibição de armas nucleares na Coreia do Norte", declarou a embaixadora de Washington na ONU, Nikki Haley.

 

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

A música nos livros

A música nos livros

Música clássica, música popular, música engajada, música e política, música num romance policial. Se você gosta de música, não pode deixar de conhecer esses 20 títulos da editora Alameda. Clique aqui e confira. O frete é grátis.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias