Inflação de 2017 no México deve chegar a 6,7% e será a mais alta em 17 anos, dizem analistas

Índice acelerou em dezembro, principalmente por conta dos preços mais altos de frutas e verduras; para 2018, espera-se queda

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Analistas financeiros do México estimam que a inflação de 2017 será a mais alta dos últimos 17 anos no país, chegado a, ao menos, 6,7%.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Especialistas do Santander dizem que o índice de preços ao consumidor, correspondente a dezembro – que deve ser divulgado nesta terça-feira (09/01) pelo Instituto Nacional de Estatística e Geografia – chegará a 6,7%, enquanto analistas do banco Banorte estimam em um incremento de 6,7%.

A carestia é a mais alta desde o ano 2000, quando houve uma inflação acumulada de 8,96%, de acordo com dados oficiais. A análise do Grupo Santander estima que, durante dezembro, os preços ao consumidor registraram um incremento de 0,52%.

 

Russ Bowling/Flickr CC

Mercado em Puebla, no México; inflação do país deve ser a maior dos últimos 17 anos

As razões para a alta em dezembro, segundo o banco, são relativas a incrementos nos preços de alimentos processados, serviços como transporte aéreo e serviços turísticos, assim como em alguns produtos agropecuários e em combustíveis como gasolina e gás.

Já o Banorte aponta que a inflação em dezembro no México será causada, principalmente, pelos preços mais altos de frutas e verduras, particularmente do tomate. “Além disso, esperamos um forte aumento no componente de outros serviços, considerando o incremento das tarifas aéreas e dos serviços turísticos por conta do início da temporada de férias de dezembro”, afirmaram os analistas.

Para 2018, os especialistas do Banorte esperam que a inflação retome uma tendência de baixa já a partir da primeira quinzena de janeiro, fechando o ano em 4,3%.

(*) Publicado em La Jornada

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Espanha debate exumação dos restos mortais de Franco

Mausoléu do ex-ditador integra monumento para homenagear mortos da Guerra Civil e virou destino de peregrinação de extremistas de direita; governo quer transformar memorial num local de reconciliação nacional