Milhares de austríacos vão às ruas contra governo de extrema-direita

rfi - português do brasil
Organizadores estimam que tenham comparecido entre 25 mil e 50 mil manifestantes em Viena

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Pelo menos 20 mil pessoas manifestaram neste sábado (13/01) em Viena contra a coalizão de direita e extrema-direita, no poder há quase um mês na Áustria, criticada por suas posições acerca da imigração e seu programa social.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Segundo a polícia, cerca de 20 mil manifestantes responderam à convocação do chamado "comitê do ano novo" e se reuniram em um grande bloco no centro da cidade.

Os organizadores previam a presença de 10 mil pessoas, mas estimam que tenham comparecido entre 25 mil e 50 mil.

Sebastian Kurz, de 31 anos (conservador), venceu as eleições de 15 de outubro e formou o governo em meados de dezembro com a extrema-direita do Partido da Liberdade da Áustria (FPÖ), que ganhou seis ministérios-chave. Seu líder, Heinz-Christian Strache, tornou-se vice-chanceler.
 
Reprodução

Manifestação foi convocada por organizações de esquerda e antirracistas

 

França volta às urnas neste domingo em meio a sinais de recuo da extrema-direita no país e na Europa

Extrema-direita cometeu quase o dobro de ataques em 8 anos nos EUA do que o terrorismo islâmico

Migração domina campanha eleitoral na Áustria

 

Contra o avanço do nacionalismo

"O que temo é que esse tipo de governo se banalize, vire a nova regra", disse à AFP Christa, uma manifestante de 55 anos.

Tobias Grettica, um alemão de 47 anos, disse estar "inquieto com o avanço do nacionalismo em todas as partes, não apenas na Áustria".

Essa é a primeira grande manifestação contra o novo governo. Ela foi convocada por organizações de esquerda e antirracistas.

Anna, de 23 anos, disse protestar contra "um governo que quer dividir a sociedade, minar os direitos das mulheres e desvalorizar a solidariedade".

(*) Publicado originalmente na RFI Brasil

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Os supersalários das Forças Armadas

Nossa reportagem levantou todos os salários de militares e encontrou centenas acima do teto, indenizações de mais de R$ 100 mil e valores milionários pagos no exterior