China vai ensinar alemão, espanhol e francês nas escolas secundárias do país

Novos idiomas foram incluídos por estarem na lista dos mais usados pelo mundo e cobrirem uma grande região do globo; país já ensina inglês, japonês e russo

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O Ministério de Educação da China incluiu espanhol, alemão e francês nas escolas secundárias do país, como parte do novo programa educacional no país. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (17/01) pela agência estatal Xinhua.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Segundo o chefe do grupo de especialistas que revisou as políticas educacionais do país, Wang Zhan, os novos idiomas foram incluídos por estarem na lista dos mais usados pelo mundo e cobrirem uma grande região do globo. O país já ensina em suas escolas inglês, japonês e russo.

A medida entra em vigor no outono (primavera no Brasil) e, segundo Wang, outras línguas serão adicionadas ao currículo no futuro.

O novo programa educacional também vai trazer, de acordo com Wang, temas como o pensamento do presidente Xi Jinping sobre o socialismo com características chinesas, a tradição revolucionária do país asiático, entre outros temas.

A China tem tentado estreitar seus laços com a América Latina e, em múltiplas ocasiões, as autoridades do país afirmaram que pretendem aumentar os convênios com a região. O próprio Xi Jinping visitou, nos últimos anos, diversos países latino-americanos.

Xangai estabelece limite de 25 milhões de habitantes

China rebate Trump e nega fornecimento de petróleo a Pyongyang

Aula Pública Opera Mundi: A escola respeita a cultura afro-brasileira?

 

Rex Pe/Flickr CC

Escolas secundárias chinesas vão ensinar alemão, espanhol e francês

(*) Com teleSUR

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias