Ativista ambiental Yolanda Maturana é assassinada na Colômbia

De acordo com organizações de direitos humanos de país, ela foi morta em sua residência por homens encapuzados; ativista denunciava mineração ilegal

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

A líder ambientalista colombiana Yolanda Maturana foi assassinada na noite da última quinta-feira (01/02) em sua residência no município de Pueblo Rico, na Colômbia (cerca de 400 km ao noroeste de Bogotá). 


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

Segundo organizações de direitos humanos do país, homens armados e encapuzados invadiram a casa da ativista e dispararam várias vezes contra ela.

Elsa Gladys Cifuentes, advogada colombiana e especialista em direitos humanos, confirmou a morte da ativista e ainda afirmou que havia recebido denúncias de povos indígenas locais sobre homens encapuzados ameaçando moradores.

Reprodução

Ativista morta denunciava mineração ilegal

Agora partido, Farc lança primeira campanha eleitoral na Colômbia

Em meio à crise, guerrilheiro do ELN expõe dificuldades no diálogo de paz na Colômbia

Venezuela condena declarações de secretário dos EUA sobre golpe militar no país

 

Mutarana era conhecida pelo seu trabalho nos estados de Risalda (centro) e Chocó (noroeste), denunciando mineração ilegal e a contaminação de fontes hídricas. Segundo as Nações Unidas, pelo menos 73 ativistas foram assassinados na Colômbia só no ano passado. 

(*)Com TeleSur

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Precisamos falar sobre a Globo

Além de discutir a concentração de audiência e de propriedade de mídia no país, entrevista traz bastidores de ex-editora do Jornal Nacional e ex-repórter do jornal O Globo