EUA: Orçamento de Trump investe em segurança e reduz gastos com educação

rfi - português do brasil
'Depois de gastar estupidamente 7 trilhões no Oriente Médio, é hora de começar a investir em NOSSO país', tuitou presidente norte-americano

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

O projeto de orçamento dos Estados Unidos para 2019, apresentado nesta segunda-feira (12) pelo presidente Donald Trump, aposta em uma previsão otimista de crescimento e investe em segurança e luta contra a imigração. Porém, o plano deve aumentar consideravelmente o déficit público do país e reduzir os gastos com educação, diplomacia e meio ambiente.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

O orçamento, que prevê mais de US$ 4,4 bilhões de gastos de 2019, é 10% superior ao apresentado em 2017. As hipóteses de crescimento, que têm um impacto no rendimento do Estado, são otimistas e alinhadas às promessas de campanha de Trump.

A Casa Branca prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) do país vai registrar uma alta de 3,2% em 2019, após cerca de 3% em 2018. Já a Reserva Federal (FED), mais contida sobre o tema, aposta em 2,1% de crescimento em 2019, após 2,5% este ano.

Segundo o programa de Trump, o déficit dos EUA no ano que vem alcançaria US$ 984 bilhões, o que representaria 4,7% do PIB do país, contra US$ 666 bilhões registrados em 2017 (3,5% do PIB) e US$ 873 bilhões este ano (4,4% do PIB). No entanto, se for levado em conta o acordo concluído com o Congresso na semana passada sobre os gastos internos e militares suplementares, o déficit poderá ultrapassar US$ 1 trilhão.

Após maior queda desde 2011 nos EUA, bolsas europeias abrem no nível mais baixo dos últimos dois anos

Trump ordena a Pentágono que prepare desfile militar em Washington

Câmara dos EUA aprova orçamento e encerra segundo 'shutdown' no país em três semanas

 

Wikicommons


Trump apresentou proposta de orçamento deste ano para os EUA

Gastos com segurança e imigração

"Depois de gastar estupidamente 7 trilhões no Oriente Médio, é hora de começar a investir em NOSSO país", tuitou Trump nesta segunda. "Esta será uma grande semana para a infraestrutura", disse o presidente na rede social, pouco antes de divulgar o orçamento.

O projeto conta com gastos na construção do muro anti-imigração, prevê a privatização da estação espacial ISS até 2024 e avança um aumento do orçamento militar de 13%. O departamento de segurança interna, que cuida da imigração, vai ter 8% a mais para gastar e o ministério do Comércio terá um acréscimo de 6%.

Em compensação, sofrerão uma baixa no orçamento os ministérios das Relações Exteriores (-26%), da Educação (-10,5%) e a agência para o meio ambiente EPA (-34%). O projeto é apresentado ao Congresso, mais raramente é adotado na íntegra pelo Estado. Porém, ele já dá uma ideia das prioridades do chefe da Casa Branca.

(*) Publicado na RFI

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

O livro que você quer!

O livro que você quer!

A Editora Alameda selecionou 31 títulos especialmente para você, leitor de Opera Mundi. Alguns destaques: Vila Buarque, o caldo da regressão, de Marcos Gama; Autoritarismo e golpes na América Latina, de Pedro Estevam Serrano; Machado de Assis - a Poesia Completa; A formação do mercado de trabalho no Brasil, de Alexandre de Freitas Barbosa; Nós que amamos a revolução, de Américo Antunes; Jorge Amado na Hora da Guerra, de Benedito Veiga; Da Pizza ao Impeachment, de Roberto Grün; Tsimane, de Aline Vieira, e Casa da Vovó, de Marcelo Godoy. A lista é incrível, aproveite. Tem alguns descontos convidativos e o frete é grátis para todo o Brasil.

Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Precisamos falar sobre a Globo

Além de discutir a concentração de audiência e de propriedade de mídia no país, entrevista traz bastidores de ex-editora do Jornal Nacional e ex-repórter do jornal O Globo