Direitista Mario Abdo Benítez, do Partido Colorado, é eleito presidente do Paraguai

Família de Abdo Benítez teve relações com a ditadura de Alfredo Stroessner; Efraín Alegre, da Aliança Ganhar, que reunia partidos de centro e de esquerda, ficou em segundo

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Atualizada às 23h06

Mario Abdo Benítez, candidato do Partido Colorado, de direita, foi eleito neste domingo (22/04) presidente do Paraguai, ao vencer Efraín Alegre, da Aliança Ganhar. Com 96,76% dos votos, Benítez tinha 46,49% dos votos, contra 42,73% de Alegre. Não há segundo turno no Paraguai.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A confirmação da vitória de Benítez foi dada pelo magistrado Jaime Bestard, do Tribunal Supremo de Justiça Eleitoral do país. Ele afirmou, em entrevista à imprensa, que as urnas ainda a apurar não são suficientes para modificar o resultado. De acordo com o órgão, os resultados do Congresso devem ser divulgados nesta segunda (21/04).

Benítez, de 46 anos, é conhecido pelas relações que sua família tinha com a ditadura de Alfredo Stroessner e fez campanha com o slogan “Marito de la Gente (Mariozinho do Povo)". Ele, que também é o candidato do presidente Horacio Cartes, representa a ala conservadora do Partido Colorado, que domina o Paraguai há sete décadas. Seu pai foi secretário privado do ex-ditador, que governou o país durante 35 anos, até ser derrubado em um golpe de Estado e morrer no exílio em Brasília, em 2006.

Justiça confirma penas para 11 camponeses acusados por massacre de Curuguaty, no Paraguai

Mafalda, do cartunista Quino, ganha tradução para idioma indígena guarani no Paraguai

Destrinchando a maconha paraguaia: Brasil é principal destino do prensado

 

Alegre, do tradicional Partido Liberal Radical Autêntico, se aliou à Frente Guasú, de esquerda – a mesma que elegeu Fernando Lugo presidente em 2008. Lugo, que acabou sendo destituído em 2012, foi o único presidente não Colorado desde 1947 e concorre ao Senado. 

Abdo Benítez representa uma continuidade nas políticas conservadoras de Cartes, por mais que os dois tenham ficado em lados opostos quando o atual presidente tentou aprovar uma emenda permitindo a reeleição. Entre as medidas anunciadas pelo agora presidente eleito, estão a redução de impostos para empresários e uma "cooperação" com o setor privado no âmbito da educação. Por outro lado, a principal bandeira de Alegre durante a campanha foi a redução nas tarifas de energia - em uma negociação que poderia envolver Brasil e Argentina, por conta das usinas de Itaipu e Yaciretá.

Neste domingo, além de escolherem um novo presidente, que terá mandato de cinco anos, os paraguaios elegeram 17 governadores, 47 senadores e 80 deputados federais.

Reprodução

Mario Abdo Benítez foi eleito neste domingo (22/04) o novo presidente do Paraguai

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo