Turista tenta levar bomba da Segunda Guerra em avião

Deutsche Welle
Equipe de especialistas é chamada ao aeroporto de Viena para retirar explosivo da bagagem; americana queria levar como recordação a granada de artilharia que encontrou durante passeio nas montanhas

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Uma turista americana queria levar consigo, no avião de volta para os Estados Unidos, uma granada de artilharia da Segunda Guerra Mundial que ela encontrou durante uma visita à Áustria, afirmou a polícia austríaca nesta terça-feira (10/07).


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A mulher de 24 anos encontrou o explosivo quando caminhava nas proximidades da montanha Dachstein, no domingo passado. Ela recolheu o objeto e, mais tarde, colocou-o dentro da sua bagagem, para levar de recordação, relatou a polícia.

Quando chegou ao aeroporto de Viena, na segunda-feira, a turista declarou à alfândega que estava levando consigo uma granada da Segunda Guerra Mundial. As autoridades alfandegárias imediatamente avisaram a polícia.

picture-alliance/KEYSTONE/APA/LPD Niederösterreich

O projétil que a turista encontrou, limpou e queria levar consigo no avião

'Cooperação internacional não pode depender de ataques de raiva' de Trump, afirma governo francês

50 anos depois, ainda temos um sonho

'UE deve enfrentar Trump unida': guerra comercial provoca reações em vários países

 

Uma equipe de especialistas foi chamada para retirar o explosivo da bagagem da turista, que foi multada pelas autoridades austríacas em 4 mil euros por colocar em risco a segurança pública.

O incidente não causou atrasos em voos, afirmou a polícia. Algumas partes do aeroporto foram isoladas por cerca de 15 minutos.

Segundo o tabloide Krone, a mulher teria limpado a bomba no quarto do seu hotel, antes de colocá-la na mala, para que não sujasse a roupa.

Bombas da Segunda Guerra Mundial são encontradas com regularidade na Áustria e também na Alemanha, geralmente durante obras da construção civil. Equipes de especialistas são acionadas para desativá-las, o que costuma levar ao isolamento de diversas quadras ou até mesmo bairros inteiros.

AS/afp/ots

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

'Trump me disse para processar a UE', afirma May

Após presidente dos EUA declarar que primeira-ministra do Reino Unido ignorou conselho dele sobre o Brexit, líder britânica revela qual foi a sugestão do americano: não entrar em negociações com a União Europeia