Três em cada quatro crianças do Sudão do Sul nasceram durante a guerra, afirma Unicef

Conflito e subdesenvolvimento atormentam a área há décadas, deixando as crianças fora da escola, desnutridas e vulneráveis a doenças, abuso e exploração; uma em cada três escolas estão destruídas

Esteja sempre bem informado
Receba todos os dias as principais notícias de Opera Mundi

Receba informações de Opera Mundi

Desde que o Sudão do Sul se tornou o país mais jovem do mundo em 2011, cerca de 2,6 milhões dos 3,4 milhões de bebês nasceram em guerra, anunciou o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef.


Clique e faça agora uma assinatura solidária de Opera Mundi

A diretora executiva do Unicef, Henrietta H. Fore, disse que "no momento em que o Sudão do Sul completa sete anos, uma guerra aparentemente interminável continua a devastar as vidas de milhões de crianças".

Crianças

No início do ano, Fore visitou a capital do país, Juba, e as cidades de Ganiyel e Bentiu. Segundo ela, “as partes em guerra podem e devem fazer mais para trazer de volta a paz, porque as crianças do Sudão do Sul merecem mais”.

Conflito e subdesenvolvimento atormentam a área há décadas, deixando as crianças fora da escola, desnutridas e vulneráveis a doenças, abuso e exploração.

Embora 800 crianças tenham sido libertadas de grupos armados desde o começo do ano, estima-se que outras 19 mil continuem a servir como combatentes, carregadores e mensageiros e a sofrer abusos sexuais.

Unicef/Sebastian Rich

Conflito e subdesenvolvimento atormentam a área há décadas, deixando as crianças fora da escola, desnutridas e vulneráveis a doenças, abuso e exploração

Vitória irlandesa no referendo do aborto foi fruto de trabalho de base, diz militante

Mais de 10 mil crianças foram mortas ou feridas em países em conflito, diz ONU

Líderes da Etiópia e da Eritreia buscam entendimento após 20 anos de conflito militar

 

Crise

A percentagem de pessoas que não sabe de onde vem sua próxima refeição passou de 35% em 2014 para quase 60% este ano, com algumas áreas a apenas um passo da fome, especialmente durante a época de escassez.

As taxas de desnutrição estão em níveis críticos, com mais de um milhão de crianças desnutridas, incluindo 300 mil à beira da morte.

Uma em cada três escolas estão destruídas, ocupadas ou fechadas desde 2013. Como resultado, cerca de dois milhões de crianças estão sem educação, tornando o Sudão do Sul o país com a maior proporção de meninos e meninas fora da escola no mundo.

Ajuda humanitária

Segundo o Unicef, os esforços para ajudar estas pessoas têm sido prejudicados. Desde 2013, mais de 100 trabalhadores humanitários foram mortos, incluindo um motorista do Unicef na semana passada.

Um grande número de refugiados retornou quando o país conquistou a independência, mas desde o início da guerra em 2013 mais de 2,5 milhões de pessoas, incluindo mais de um milhão de crianças, procuraram segurança nos países vizinhos.

O Unicef acredita que a assinatura de um cessar-fogo permanente entre as duas partes principais no mês passado foi um passo positivo.

Fore afirmou que "agora contamos com a liderança e os comandantes para respeitá-lo e, ao mesmo tempo, garantir que os trabalhadores humanitários recebem acesso sem restrições aos necessitados".

Publicada em ONU News

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Faça uma pós agora!

Faça uma pós agora!

A leitura literária é um fator importante na construção de relações humanas mais justas. Do mesmo modo, a formação de leitores críticos é imprescindível para a constituição de uma sociedade democrática.

Por isso, torna-se cada vez mais urgente a abertura de novos e arejados espaços de interlocução qualificada entre os sujeitos que atuam nesse processo, em diversos contextos sociais.

A proposta do curso é proporcionar, por meio de discussões abrangentes e aprofundadas sobre a formação do leitor literário, uma reflexão ancorada principalmente em três áreas do conhecimento: a teoria literária, a mediação da leitura e a crítica especializada.

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

'Trump me disse para processar a UE', afirma May

Após presidente dos EUA declarar que primeira-ministra do Reino Unido ignorou conselho dele sobre o Brexit, líder britânica revela qual foi a sugestão do americano: não entrar em negociações com a União Europeia