Manifestantes decidem permanecer acampados em praça de Madri

Manifestantes acampados na Praça da Porta do Sol definiram em assembleia na madrugada desta segunda-feira (29/05) permanecer na praça central madrilena. Milhares de pessoas participaram do encontro, segundo um porta-voz do movimento.

"Há poucos dias estava claro que íamos embora, mas com o que aconteceu em Paris neste domingo e porque representantes dos acampamentos de muitas cidades nos pediram que continuemos, decidimos ficar", assinalou à Agência Efe um dos porta-vozes.

Ele se referia à utilização de gás lacrimogêneo pela polícia francesa esta noite em uma tentativa de dispersar simpatizantes franceses do movimento de indignados que tinham tomado a praça da Bastilha de Paris.

Leia mais:
Ministra de Defesa desiste de concorrer à liderança do partido governista espanhol
Socialistas espanhóis abrem debate sobre sucessão de Zapatero
Socialistas espanhóis analisam rumos após derrota para o PP nas urnas
Votos brancos e nulos formam quarta 'força política' na Espanha
Socialistas amargam derrota para a direita conservadora nas eleições regionais espanholas
Protesto em Madri ganha adesão das gerações mais antigas 
Protestos em Madri serão mantidos por mais uma semana

Durante a reunião foi cogitada a possibilidade de fazer nesta segunda-feira uma jornada de reflexão e retomar na terça-feira o debate. Ficou decidido que a polícia não interviria se, como até o momento, os acampados respeitassem a ordem pública.

Entre as propostas colocadas se expôs a possibilidade de levantar o acampamento da capital, embora se deixaria uma representação para que os cidadãos possam levar suas propostas, e continuar a mobilização nos bairros.

Milhares de pessoas, em sua maioria jovens, permaneceram há duas semanas em acampamentos instalados nas praças das principais cidades espanholas, para pedir uma mudança política e social e uma maior democracia na Espanha.


Siga o Opera Mundi no Twitter 
Conheça nossa página no Facebook



Maduro pede a embaixador no Brasil que retorne a Caracas

Acidente de avião no Laos deixa 22 mortos, entre eles membros do governo

Obama anuncia intenção de excluir Rússia do programa de benefícios comerciais

 

Leia Mais

Outras Notícias

X

Assine e receba as últimas notícias

Receba informações de Opera Mundi

Destaques

Publicidade

Escravidão e Liberdade

Escravidão e Liberdade

A editora Alameda traz uma seleção especial de livros escravidão, abolição do trabalho escravo e sobre cultura negra. Conheça o trabalho de pesquisadores que se dedicaram profundamente a esses temas, centrais para o debate da questão racial e da história do Brasil. 

Leia Mais

A revista virtual
desnorteada

O melhor da imprensa independente

Mais Lidas

Últimas notícias

Irlandeses votam a favor da legalização do aborto

Maioria significativa respondeu com 'sim' em referendo sobre reforma da atual legislação do aborto na Irlanda, uma das mais restritivas da Europa; autoridades governamentais saúdam vitória da democracia em dia histórico

 

Philip Roth: um escritor aberto ao outro

Aos poucos, a geração de escritores que me formou e que foi decisiva na minha opção por estudar a literatura contemporânea vai terminando; e eu vou ficando cada vez menos contemporâneo

 

Santos anuncia ingresso da Colômbia na OTAN

O presidente e prêmio Nobel da Paz, J. Manuel Santos, escolheu ingressar na historicamente belicista OTAN na mesma semana em que se inicia a etapa final do processo eleitoral colombiano