Hoje na História: 1913 - Harry Brearley inventa o aço inoxidável

O metalurgista Harry Brearley conclui o desenvolvimento do primeiro verdadeiro aço inoxidável em seu laboratório de Sheffield, Inglaterra, em 12 de agosto de 1913. Este novo aço, a base de ferro contendo cromo e níquel, resistia aos ataques químicos. Seria utilizado em numerosos campos, notadamente nos usuais faqueiros inox.

Wikipedia


Monumento em homenagem a Harry Brearley

Somente em 1911, os pesquisadores alemães P. Monnartz e W. Borchers descobriram a necessidade da adição ao ferro de um mínimo de cromo e a correlação entre o cromo e a resistência à corrosão. Verificaram que havia um significativo aumento da resistência quando pelo menos 10,5% de cromo estava presente. Os dois publicaram também detalhados trabalhos sobre os efeitos do molibdênio na resistência à corrosão.

Leia mais:
Hoje na História: 1826 - Morre René Laennec, inventor do estetoscópio
Hoje na História - 1876: Alexander Bell obtém a patente do telefone
Hoje na História: 1999 - Código Morse é substituído por sistema via satélite
Hoje na História: 1974 - Morre Samuel Goldwyn, pioneiro da indústria cinematográfica

Harry Brearley, nascido em Sheffield, em 1871, foi nomeado pesquisador-chefe dos Laboratórios Brown Firth em 1908. Em 1912, um pequeno fabricante de canos de revolver pediu a Brearley que tentasse prolongar o tempo de uso das armas, que enferrujavam muito rapidamente. Brearley dispôs a criar um aço resistente à erosão e não apenas à corrosão.

Experimentou ligas de aço contendo cromo. Durante os experimentos, Brearley levou a efeito diversas variações dessas ligas, variando de 6% a 15% de cromo com diferentes medidas de carbono.

Em 12 de agosto de 1913, Brearley produziu um aço com 12,8% de cromo e 0,24% de carbono, sustentando ser o primeiro aço verdadeiramente inoxidável. As circunstâncias em que Brearley descobriu este aço estão cercadas de mitos. Um conto encantado relata que ele teria jogado o aço no lixo apenas para notar mais tarde se o aço não se enferrujou mais que o dos seus homólogos.

Mais Hoje na História:
11/08/1934 - Prisão de Alcatraz recebe os primeiros detentos civis
10/08/1830 - Vênus de Milo é encontrada na Grécia
09/08/1975 - Morre o compositor russo Dmitri Shostakovich

Outros relatos mais plausíveis informam que foi necessário para Brearley causticar o aço com ácido nítrico e examiná-lo com microscópio a fim de analisar sua potencial resistência a ataques químicos. Brearley descobriu que seu novo aço resistia a esses ataques químicos, procedendo a testes com outros agentes, inclusive suco de limão e vinagre. Brearley ficou pasmado ao descobrir que suas ligas tinham ainda maior resistência, identificando imediatamente o potencial desse aço para a indústria de cutelaria.

Brearley inicialmente decidiu chamar sua invenção de Rustless Steel (Aço Antiferruginoso), porém o diretor da firma de cutelaria R. F. Mosley, Ernest Stuart, encarregado dos testes finais, preferiu a denominação Stainless Steel (Aço Inoxidável) após mergulhar o material numa solução de vinagre. O nome vingou.

Foi assim que Harry Brearley descobriu o aço inoxidável. Bem … não totalmente. Durante os cinco anos entre 1908 e a descoberta de Brearley em 1913 muitos outros cientistas reivindicaram o título de Brearley.

Em 1908 os alemães entraram na refrega. A Krupp produziu um aço de liga cromo-níquel para o casco do iate Germânia. O Meia-Lua, como o iate é agora conhecido, tem uma rica história e está hoje ancorado na costa leste da Flórida.

Não contente que a Europa monopolizasse a glória, o metalurgista norte-americano, Elwood Haynes, depois de ficar irritado com seu barbeador enferrujado, pôs-se a campo para desenvolver um aço resistente à corrosão, o que supostamente conseguiu durante 1911.

Finalmente, um artigo recentemente descoberto, publicado numa revista de caça e pesca sueca em 1913, menciona um aço usado para canos de revólver que parece assemelhar-se ao aço inoxidável. Embora isto possa não passar de especulação, os suecos reivindicam que de fato foram eles os responsáveis pela primeira aplicação prática para o aço inoxidável.

A despeito de haver muito mistério e especulação acerca da descoberta deste maravilhoso material, não resta dúvida que, sem os esforços combinados dos cientistas e metalurgistas mencionados, não teríamos tão rico e versátil metal na ponta dos nossos dedos.


Outros fatos marcantes da data:
12/08/1851 - É inventada a máquina de costura
12/08/1981 - a IBM lança no mercado o primeiro computador pessoal, o PC (Personnal Computer)
12/08/2000 - O submarino nuclear russo Kursk, acidentado, vai ao fundo do mar de Barents com 118 tripulantes


Siga o Opera Mundi no Twitter  
Conheça nossa página no Facebook


 

Hoje na História: 1980 - Governo da Polônia aceita reivindicações de trabalhadores de Gdansk

Hoje na História: 1999 - População mundial atinge a marca de 6 bilhões de habitantes

Hoje na História: 1337 - Tem início a Guerra dos Cem Anos

 

Leia Mais

PUBLICIDADE

Outras Notícias

PUBLICIDADE
X

Assine e receba as últimas notícias

Destaques

Publicidade

História Agrária da Revolução Cubana

História Agrária da Revolução Cubana
Este livro é um estudo sobre a saga da reforma agrária numa sociedade de origem colonial presa ao círculo vicioso do subdesenvolvimento. Fundamentado em farta documentação e entrevistas com técnicos e lideranças que participaram diretamente do processo histórico cubano, o trabalho reconstitui as barreiras encontradas pela revolução liderada por Fidel Castro para superar as estruturas materiais de uma economia de tipo colonial.
Leia Mais

O melhor da imprensa independente

PUBLICIDADE

A revista virtual
desnorteada

Mais Lidas

Últimas notícias

Olhar crítico desde a esquerda: a economia

Desafio estratégico para superar a condição de exportadores de commodities requer um processo de industrialização especializada para as exportações que permita dar o salto ao desenvolvimento produtivo e à independência econômica